Gol em final e homenagem a amigo morto tiraram Iniesta de "lugar sombrio"

Do UOL, em São Paulo

  • AP/Martin Meissner

Andrés Iniesta teve que procurar ajuda profissional para tratar de um misterioso problema psicológico que o afetou no período mais vitorioso da sua carreira como jogador de futebol. Entre glórias no Barcelona e a seleção da Espanha, o meia-atacante viveu um período sombrio. "Era como se nada estivesse certo", descreveu o jogador em trecho de seu livro compartilhado pelo jornal "The Guardian" nesta terça-feira (6).

O momento crítico teve início entre a conquista da Eurocopa de 2009 e o gol do título da Copa de 2010, marcado pelo meia na prorrogação da decisão com a Holanda. Entre os dois acontecimentos, Iniesta foi abalado pela morte de Dani Jarque, seu amigo e então capitão do Espanyol e passou a sofrer da cabeça e do corpo.

O meia era testado pelo departamento médico do Barcelona, mas nada era identificado. Mesmo assim, o jogador não conseguia concluir treinos e o problema persistiu até ele sofrer uma lesão em abril de 2010, que colocou em risco sua Copa do Mundo. Em "queda livre", como ele mesmo descreveu, ele recorreu aos médicos do Barça em busca de tratamento psicológico.

"Quando você precisa de ajuda, você tem que procurar. Em alguns momentos é necessário. Pessoas são especialistas, é para isso que elas estão lá. Você tem que usá-las", relatou o jogador, que sofreu em silêncio, sem falar para seus colegas de time do que lhe atormentava – e ele nega que fosse depressão. "Há momentos em que sua mente está muito vulnerável. Você fica com muitas dúvidas. Cada pessoa, cada caso é diferente."

"Eu entendi que era um momento delicado, mas me apoiei nas pessoas próximas a mim e, acima de tudo, no futebol. Eu nunca senti que queria parar de jogar. Sabia que um dia eu daria um passo à frente, talvez na próxima vez três, depois cinco... É um processo e é assim que você supera", lembrou Iniesta.

O passo definitivo para recuperação foi o gol no 116º minuto daquela decisão de Copa do Mundo. Iniesta estufou as redes de Stekelenburg, arrancou a camiseta e exibiu na regata que vestia por baixo com a mensagem "Dani Jarque sempre conosco".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos