Sonho na diretoria e reforços na fogueira: o futuro do São Paulo em crise

José Edgar de Matos e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Brito/UOL

    Marco Aurélio Cunha é alvo do São Paulo para assumir o futebol

    Marco Aurélio Cunha é alvo do São Paulo para assumir o futebol

Após derrota diante do Palmeiras e aprofundamento da crise, o São Paulo acorda nesta quinta-feira com a difícil missão de reverter o péssimo momento. Mal dentro de campo e afogado em turbulência política fora dele, o clube tem as missões de encontrar um substituto para Gustavo Vieira, que deixou o futebol do clube, e introduzir ao elenco reforços de pouco nome, mas sobre os quais pairam expectativas.

A primeira tarefa é difícil, e quase um sonho: o nome favorito para a função é Marco Aurélio Cunha, que ocupou com sucesso o cargo durante a era Juvenal Juvêncio e atualmente está no futebol feminino da CBF. Cunha visitou o CT na última dia 26, reviu profissionais e conversou com jogadores.

O UOL Esporte apurou, entretanto, que a situação do dirigente é pouco favorável à vinda ao Morumbi. Cunha possui contrato e compromissos firmados com a CBF, e a ruptura é considerada difícil – a probabilidade de que aceite um convite, de acordo com pessoas próximas, é pequena.

Sem o homem que comandou o futebol durante a gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva até o momento, o São Paulo ainda apresentará dois reforços nos próximos dias:o meia Jean Carlos e o atacante Robson.

Apesar de se tratar de dois jogadores da Série B, os reforços chegam cercados de expectativas: Jean vem para ser opção na armação – Cueva e Daniel, as alternativas no elenco atual, pendem para as características de drible e velocidade. Robson, por sua vez, chega para disputar posição nos lados do campo: Michel Bastos está em mau momento técnico e físico, e sequer foi relacionado para o clássico; Luiz Araújo é jovem e recém promovido aos profissionais.

"São duas peças que vêm em condições de atuar. O momento do São Paulo é urgente. O Jean e o Robson estão em atividade, têm qualidade e não foram contratados em desespero", disse o auxiliar Pintado.

Enquanto o São Paulo busca a integração de reforços e um novo comando para o futebol, o tempo e a bola não param. No domingo, mais uma chance de dar um passo para sair – ou se aprofundar mais – na crise, diante do Figueirense, no Morumbi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos