Ídolo do Real se defende de polêmica por prestigiar evento do Barça em NY

Do UOL, em São Paulo

  • Ed Mulholland/Getty Images

Presente na inauguração de uma sede do Barcelona em Nova York, o ídolo do Real Madrid Raúl se defendeu de críticas por participar de um evento do maior rival. Em entrevista à rádio espanhola "Onda Cero", o ex-jogador disse que apenas cumpriu seu trabalho e os torcedores merengues entendem a situação.

"Todos os fãs do Real Madrid entendem que trabalho para a La Liga (Liga espanhola) e, se o Barcelona abre um escritório em Nova York, eu tinha que estar lá. Eu fui à inauguração, fiz o que tinha que fazer. Eu sou Real Madrid, mas acredito que eu sempre fui muito respeitoso com todos os clubes", disse.

Raúl assumiu em dezembro de 2015 o cargo de diretor da Liga Espanhola nos Estados Unidos, país no qual encerrou a sua carreira atuando pelo New York Cosmos. O ex-jogador tem a tarefa de representar e ajudar na expansão do futebol espanhol no local e não poderia deixar de comparecer a um evento diretamente ligado ao seu trabalho.  

De acordo com Raúl, a situação não causou nenhum tipo de atrito com os torcedores do Real Madrid, já que esteve presente no Santiago Bernabéu e foi ovacionado ao acompanhar o duelo contra o Osasuna no último sábado.

"Os fãs do Real Madrid mostraram todo o seu carinho ontem (sábado) no Santiago Bernabéu. Primeiro sou do Real Madrid, e depois de todas as equipas espanholas", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos