Wenger confirma recusa ao PSG e diz que Arsenal enfim tem "time pronto"

Do UOL, em São Paulo

  • Stefan Wermuth/Reuters

    Arsene Wenger está há 20 anos no comando do Arsenal

    Arsene Wenger está há 20 anos no comando do Arsenal

Técnico do Arsenal há 20 temporadas, Arsene Wenger confirmou às vésperas da partida contra o PSG na Liga dos Campeões que recusou ofertas de trabalho do clube de Paris. Segundo ele, os Gunners proporcionam as condições ideais de trabalho, motivo pelo qual continua há duas décadas no cargo.

"Eu conheço bem os donos do PSG, mas eu sinto que sempre permaneci leal ao Arsenal porque é um clube que reúne as qualidades que eu amo. Eu amo onde estou", afirmou Wenger.

No último domingo, o jornal francês L'Équipe publicou reportagem sobre as recusas de Wenger ao PSG, que teria tentado contratá-lo em 2011, 2013 e 2014. O francês seria um sonho antigo dos bilionários do Qatar que adquiriram o clube de Paris.

Wenger também falou sobre seu 20º ano à frente do Arsenal. Na opinião dele, os Gunners enfim conseguiram formar um time com "jogadores prontos" que possibilitem ao clube sonhar mais alto na temporada.

"É o elenco mais maduro que eu tenho em muito tempo, porque eles são homens. Eles não têm 19, 20 anos, mas 24, 27, 28 e todo o elenco é bem maduro. É a primeira vez num longo tempo que eu tenho um time que possa dizer que está pronto para competir", disse Wenger.

"Eu estava acostumado a jogar com meus jogadores jovens quando nós estávamos construindo o estádio e nós não tínhamos recursos. Agora eu tenho um time com jogadores mais experientes. O elenco está entre 24 e 30 anos, que é onde você tem uma boa combinação de força física e experiência", explicou o técnico do Arsenal. 

Apesar de tanto tempo no cargo, e não esconder de ninguém seu amor pelo clube, Wenger não é mais unanimidade em Londres. Em 20 anos, o treinador nunca conseguiu o título da Liga dos Campeões - o mais perto que chegou foi a final perdida contra o Barcelona em 2006.

Além disso, o Arsenal não conquista o Campeonato Inglês desde 2003/04, quando foi campeão invicto sob comando de Henry. Motivo pelo qual o treinador foi vítima de protestos nas cadeiras do Emirates Stadium. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos