Desdém de Mourinho indica que United deixará Liga Europa em segundo plano

Do UOL, em São Paulo

  • OLI SCARFF/AFP

"Não é a competição que o Manchester United quer. Não é a que quero eu nem os jogadores, mas é a competição que estamos e essa é a realidade." Esta foi a declaração de José Mourinho no dia que antecedeu a estreia do clube inglês na Liga Europa nesta quinta-feira (15), contra o Feyenoord.

As afirmações do técnico português levantaram preocupações na imprensa britânica de que ele e o time deixarão a competição em completo segundo plano, com foco exclusivo no Campeonato Inglês.

O principal argumento do treinador é que o calendário da Liga Europa atrapalha na recuperação dos atletas. Com jogos sempre às quintas-feiras, o torneio dá menos tempo de descanso ao elenco até o fim de semana, quando são realizadas as partidas das competições nacionais.

"É mais difícil ganhar o Campeonato Inglês quando você joga na Liga Europa. Seria melhor se tivéssemos o privilégio de jogar uma segunda-feira para ter descanso, mas não temos isso", argumentou Mourinho.

O técnico já deu sinais logo na estreia de que não usará força total na Liga Europa. Rooney sequer foi relacionado para a partida contra o Feyenoord, poupando-o para o Campeonato Inglês.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos