Neymar se esquiva sobre valores do PSG e crê em disputar a Bola de Ouro

Do UOL, em São Paulo

Neymar fala por que escolheu ficar no Barça e comenta relação com Messi

Neymar comentou as declarações de seu agente Wagner Ribeiro ao programa Bola da vez da ESPN Brasil de que o atleta recebeu uma oferta de 40 milhões de euros do PSG para deixar o Barcelona. O brasileiro confirmou que houve diversas ofertas de vários clubes, mas preferiu não falar de valores oferecidos pelo clube francês. 

Perguntado em coletiva de imprensa sobre o valor milionário que o clube francês teria oferecido a ele para mudar de país, Neymar se esquivou. "Não posso confirmar a oferta, porque eu não gosto de falar de valores. Eu falo que sim, que tivemos muitas conversas com outras equipes e decidi ficar no Barcelona onde eu me sinto como se fosse minha casa. Espero desfrutar", disse Neymar. 

Neymar explicou que foi uma escolha dele ficar no Barcelona. "Sim, tivemos conversas com muitos, não só com uma. Quis ficar no Barcelona porque me sinto em casa e estou feliz aqui, com meus companheiros. Sou do Barça e por isso fiquei". 

O brasileiro ainda ressaltou que espera disputar a Bola de Ouro, mas exaltou Messi. "Espero estar entre os três outra vez. Favorito é difícil, mas vai ser o melhor. O Cristiano também vem com muitos títulos. Se for para eleger sempre o melhor, Messi não pode participar da Bola de Ouro, tem que dar outro prêmio para ele e deixar de fora da Bola de Ouro". 

Em junho, o UOL Esporte mostrou que o Barcelona chegou colocar para Neymar que se ele estivesse pensando apenas em dinheiro, era melhor sair do clube catalão. Na época, o jogador recebeu a visita de representantes do PSG, que traziam consigo a oferta de salários que chegavam perto dos 50 milhões de euros. O Barcelona, então, se mobilizou e enviou ao Brasil dois representantes.

No programa da emissora brasileira, Wagner Ribeiro confirmou que o PSG se dispôs a pagar os 190 milhões de euros (cerca de R$ 704 mi) da cláusula de rescisão com o Barcelona e ofereceu ainda 40 milhões de euros (R$ 148 mi) anuais por um contrato de cinco temporadas. Além disso, o agente contou que o dono do PSG, Nasser Al-Khelaif, daria um jatinho privado para Neymar, além de receber uma porcentagem da rede de hotéis que abriria com seu nome.

Seleção brasileira e nova fase com Tite

"Tivemos um momento de dificuldade e estamos buscando nossa melhor identidade, nosso melhor jogo. Nosso treinador agora está conseguindo colocar nossa tática. Brasil é Brasil, sempre terá jogadores de qualidade e se for bem treinado, podemos ir bem".

Futebol brasileiro não tem crise

"Não vejo crise no futebol brasileiro. Sempre tivemos jogadores de qualidade. Brasil, não importa o que aconteça, sempre vamos ter jogadores de qualidade. O que acontece é que não ganhamos a Copa do Mundo. Temos uma grande equipe e agora também temos um grande treinador". 

Seleção olímpica e medalha de ouro no Rio

Foi um grande orgulho ter sido parte da história do Brasil e depois de um longo trabalho e de enfrentar dificuldades. Não fui líder sozinho, independente da braçadeira de capitão ou não. Tivemos jogadores novos que foram líderes também. Tenho que agradecer a todos. A glória não é só de um, mas de todos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos