Grêmio condiciona novo técnico a contrato de três meses: "Terá que aceitar"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio quer um treinador, mas apenas por três meses. Durante o jantar de aniversário do clube, nesta sexta-feira (16), o presidente Romildo Bolzan Júnior descartou que um treinador possa fazer um contrato maior com o clube. 

"Temos uma perspectiva muito boa de fechar no futuro com um treinador. Ainda não houve qualquer convite. Mas com uma possibilidade de renovação caso as coisas ocorram como esperamos, terá que ser isso, terá que aceitar contrato por três meses", disse o mandatário. 
 
Desde a manhã, não houve grande evolução. O projeto de aposta nas categorias de base irá ser mantido e o novo treinador precisará se adaptar a isso. 
 
"De repente mantemos o projeto e temos um treinador por três meses, aceitando isso. O projeto será mantido. Até porque não há outra alternativa. Temos que agregar mais valores para o ano que vem. Podemos ter isso a longo prazo, independente do treinador. O projeto não é o treinador", explicou. "Quem vier se adaptará ao projeto do Grêmio. Que temos muitos jogadores para subir, um elenco de transição, e também queremos reforçar o elenco. Quem vier saberá que é isso. Não vamos inovar, é isso. O treinador não é o projeto, não iremos moldar o projeto ao treinador, mas o técnico precisará se adaptar ao clube. As concepções são do clube", completou. 
 
De pronto, o presidente nega que tenha convidado qualquer técnico para o cargo. "Hoje mesmo me ligou um representante de um treinador dizendo que ele está disponível para negociar. Em seguida, me ligou outro representante, do mesmo treinador, me dizendo a mesma coisa. Há muitos interlocutores. Não respondemos por eles. Posso dizer para vocês: não convidamos nenhum treinador. Por que eles ligaram? Porque quem fizesse o negócio ganharia uma comissão", revelou. 
 

Direção ainda sem definição

Antes mesmo de contratar o técnico, o Grêmio irá anunciar a nova formação do departamento de futebol. Adalberto Preis é o mais cotado para assumir como vice. 
 
"Adalberto Preis é um nome muito respeitado no Grêmio e com uma passagem importante no futebol. Vice-presidente do clube, capaz e honrado. Qualquer participação dele seria absolutamente importante", contou Romildo. 
 
Além disso, um coordenador técnico será contratado para fazer a interface entre base e profissional. A ideia é que se trate de um ex-atleta e experiente em cargo de gestão. A tendência aponta para contratação de Paulo Bonamigo para o cargo de coordenador. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos