Tite faz 2ª convocação com mistério sobre Paulinho e novos testes no Brasil

Danilo Lavieri e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

  • Guillermo Granja/Reuters

Após um excelente início de trabalho, com vitórias sobre Equador e Colômbia, o técnico Tite convoca, nesta sexta-feira (16), a seleção brasileira para seus dois próximos compromissos – contra Bolívia e Venezuela, no início de outubro, pela sequência das Eliminatórias. Apesar da tranquilidade dos primeiros duelos, a lista a ser anunciada às 15h na sede da CBF, no Rio de Janeiro, guarda algumas surpresas.

Mesmo consolidando um grupo aprovado quase que em sua totalidade nos testes de setembro, Tite admite a ideia de novos testes – especialmente no meio de campo. A grande dúvida é a presença de Paulinho. Suspenso por dois cartões amarelos, o volante do Guangzhou Evergrande, da China, não poderá atuar contra a Bolívia. Por isso, sua presença é incerta. O técnico faz mistério e não revela se irá prestigiar aquele que foi titular nos últimos jogos.

Após a vitória contra a Colômbia, Tite afirmou que dá prioridade à manutenção de atletas para evitar que eles percam a confiança. O técnico gosta de dar estabilidade aos seus jogadores. Quando treinava o Corinthians, usava sempre a palavra de meritocracia. 

Caso Paulinho fique de fora, dois nomes já elogiados por Tite brigam para aparecer na lista: Fernandinho, do Manchester City, e Willian Arão, do Flamengo.

Na defesa, mais uma novidade é aguardada: o retorno de Thiago Silva. Lesionado na época da primeira convocação, o zagueiro voltou a jogar pelo PSG, da França, e deve reaparecer na vaga que foi de Pedro Geromel – já substituía o lesionado Rodrigo Caio.

No meio-campo para frente, outra expectativa fica por conta do retorno de Douglas Costa. O jogador do Bayern de Munique voltou a atuar após lesão muscular e pode ser outro nome a aparecer na lista.

Neste caso, ele engrossaria ainda mais a concorrência por uma vaga no lado direito do ataque, com Willian e Philippe Coutinho. Do outro lado, Neymar parece reinar soberano, assim como o caso de Gabriel Jesus, que deve ser mantido como o camisa 9. 

O Brasil enfrenta a Bolívia em Natal, no Rio Grande do Norte, e joga contra a Venezuela fora de casa. Com 15 pontos, o time é vice-líder das Eliminatórias, atrás apenas do Uruguai, que tem 16, e empatado com a Argentina, que tem 15, mas perde nos critérios de desempate.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos