Flu pede o dobro que a Caixa oferece para assinar já em 2016

Bernardo Gentile e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez / Site oficial do Fluminense

    Sem patrocinador, Fluminense tem utilizado espaço para promover plano de sócio-torcedor

    Sem patrocinador, Fluminense tem utilizado espaço para promover plano de sócio-torcedor

A Caixa Econômica Federal publicou na edição desta segunda-feira no Diário Oficial da União a autorização de contrato de patrocínio com o Fluminense para os meses restantes de 2016. O acordo estaria próximo do acordo se o Tricolor não discordasse do valor oferecido pelo banco estatal.

Em negociação, o Fluminense pediu R$ 5 milhões para fechar com a Caixa, que considerou o valor absurdo. Ofereceu R$ 1 milhão, quantia essa que consta no Diário Oficial. Pressionado, o Tricolor faz jogo duro e está decidido a não assinar o contrato nesta terça-feira se não houver um aumento considerável.

Para assinar ainda em 2016, o Fluminense quer receber R$ 2 milhões – renderia aproximadamente R$ 700 mil por cada um dos três meses restantes. A pedida do clube está baseada no valor que deverá receber em 2017 – R$ 12,5 milhões, mesma quantia de Botafogo, Atlético-MG e Cruzeiro.

Sendo assim, o Fluminense teria pouco mais de R$ 1 milhão por mês em 2017, caso assine o contrato. Portanto, o Tricolor decidiu usar essa média para negociar os meses restantes de 2016, mesmo que ainda receba um pouco menos na comparação. A Caixa, porém, quer pagar menos e pressionou o clube do Rio ao anunciar publicamente a data da possível assinatura do contrato.

O Fluminense está sem um patrocinador máster desde que o grupo Viton 44 parcelou a dívida com o clube e rescindiu o contrato, em março. Desde então, o Tricolor tem tentado sem sucesso avançar nas negociações. Além da Caixa, o clube mantém conversas Huawei, empresa chinesa do ramo das comunicações.

A difícil negociação entre Fluminense e Caixa para os meses restantes de 2016 podem influenciar, inclusive, as tratativas para o patrocínio da próxima temporada, que já estavam avançadas. A diretoria mantém a cautela e terá novas conversas no encontro com representantes do banco estatal nesta terça-feira, quando, em tese, assinaria e firmaria o acordo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos