Jogadores de time da Venezuela são sequestrados e têm objetos roubados

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / FEDERICO PARRA

    Trujillanos disputou a fase de grupos da Libertadores 2016

    Trujillanos disputou a fase de grupos da Libertadores 2016

Os jogadores do Trujillanos, time venezuelano que enfrentou o São Paulo na fase de grupos da Libertadores 2016, sofreram um sequestro-relâmpago na madrugada desta segunda-feira, depois de jogar pela primeira divisão do campeonato nacional.

Segundo o clube, o ônibus do clube foi parado na cidade de Boca de Uchire, estado de Anzoategui, no norte da Venezuela, às 2h35 (horário local). Com o trajeto alterado, seis criminosos armados roubaram laptops, câmeras, uniformes e bolas.

"A Família Trujillanos condena esse acontecimento lamentável que afeta o futebol nacional", disse o clube pelo Twitter. 

O Trujillanos divulgou uma foto do elenco logo após o roubo. Nela, os jogadores aparecem sem chuteiras. Em outra imagem, pertences dos atletas aparecem revirados no porta-malas do ônibus.

O time venezuelano perdeu por 2 a 1 para o Monagas, neste domingo, pela 14ª rodada do campeonato nacional. O jogo foi disputado em Maturín, a cerca de 1.050 quilômetros de Valera, cidade da equipe. O incidente aconteceu após o ônibus percorrer 300 quilômetros. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos