Má pontaria e problemas de saúde: Fla sofre com ataque de R$ 1 milhão

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Montagem/Flamengo/Divulgação

    Leandro Damião (e) e Paolo Guerrero (d) encaram jejum de gols e problemas no Flamengo

    Leandro Damião (e) e Paolo Guerrero (d) encaram jejum de gols e problemas no Flamengo

Para os torcedores rubro-negros, o "cheirinho do hepta" é cada vez mais forte na disputa do Campeonato Brasileiro. Em campo, o time vai bem e mantem uma caça ao Palmeiras na ponta da tabela. Nem tudo, porém, dá tão certo no Flamengo. O problema está especificamente no ataque.

Enquanto a defesa se acerta e os meias comandam a boa temporada, os homens de frente não acompanham o sucesso. O ataque de pouco mais de R$ 1 milhão por mês formado por Leandro Damião – R$ 300 mil de salário – e Paolo Guerrero – mais de R$ 700 mil entre salário e luvas – sofre com a falta de pontaria, lesões e até outros problemas de saúde nas últimas semanas.

Damião e Guerrero já estão há cinco jogos sem balançar as redes. O jejum do peruano, porém, é maior. O último gol foi em 31 de julho, na vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba. Leandro, por sua vez, após um bom início, não marca desde 28 de agosto, na vitória por 3 a 1 para o Chapecoense.

Fora de campo, problemas para ambos. O mais recente ocorre com Damião, que tem um edema no músculo adutor da coxa esquerda e nem sequer viajou para o Chile, onde o time enfrenta o Palestino na quarta-feira (21), em Santiago, pela Copa Sul-Americana.

O desfalque permitirá o retorno de Guerrero, que vinha afastado após um problema mais sério de gastroenterite. O peruano chegou a ser levado a um hospital na última semana para superar o caso. Paolo ainda perdeu treinos e jogos por febre e mal-estar.

"Ele [Guerrero] tem uma importância muito grande, confiamos nele", disse o técnico Zé Ricardo, que não pôde contar com o atacante nas últimas cinco partidas.

A dúvida agora é sobre o companheiro de Guerrero. Com o peruano centralizado, o treinador pode lançar mão de Everton e Marcelo Mirino na linha ofensiva. Ou até mesmo escalar Alan Patrick no meio e abrir mão de um dos homens de frente.

Após o compromisso pela Copa Sul-Americana nesta quarta, o Flamengo volta a campo pelo Brasileiro no próximo domingo (25), quando encara o Cruzeiro em Cariacica (ES). A expectativa é que Damião e Guerrero, enfim, estejam à disposição juntos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos