T. Silva desabafa por ausência na seleção com Dunga: "era difícil explicar"

Do UOL, em São Paulo

  • Rafael Ribeiro/CBF

Convocado novamente para a seleção brasileira por Tite, o zagueiro Thiago Silva disse, em entrevista exibida neste domingo pelo Esporte Espetacular da TV Globo, que era difícil explicar a sua ausência nas listas de Dunga desde a sua falha na partida contra o Paraguai, nas quartas de final da Copa América de 2015.

Evitando fazer críticas direta ao antigo treinador, o jogador do PSG explicou que era difícil inclusive encarar os seus filhos diante da situação. Mesmo assim, apesar de ouvir sugestões para se aposentar da seleção, ele não desistiu de um dia voltar a ser convocado, como aconteceu na lista de Tite para os jogos contra Bolívia e Venezuela pelas Eliminatórias da América do Sul.

"As pessoas perguntavam por que você está na seleção da Fifa, é o melhor (zagueiro) do mundo três anos seguidos, e não está na seleção brasileira? Sinceramente, era difícil explicar. Era difícil dizer aos meus filhos que o pai deles não estava na seleção brasileira. Sempre que eu via um jogo da seleção, eles perguntavam: pai, por que você não está lá? E você não pode responder", afirmou.

Thiago Silva disse que, com Dunga, já não tinha mais esperanças de voltar à seleção. Ele desconhece os motivos que o levaram a ser esquecido, mas não acredita que tenha sido o pênalti cometido contra o Paraguai, quando colocou a mão na bola e fez pênalti.

"Não acredito (que tenha sido o lance) porque todos nós que jogamos futebol, no esporte coletivo, você tem erros, é normal, somos seres humanos, você erra. Falar para você que fiquei fora por aquele toque de mão, não acredito que tenha sido. Mas sim por outros fatores que agora não me importam saber porque já é passado. Agora é colocar uma pedra em cima para esquecer", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos