Sampaoli diz que treinar a Argentina era sonho, mas justifica o "não" a ela

Do UOL, em São Paulo

  • Jorge Guerrero/AFP Photo

Comprometimento. Este foi o motivo para Jorge Sampaoli rejeitar o sonho da sua vida e seguir no Sevilla nesta temporada. Contratado pelo clube espanhol, o badalado treinador argentino recebeu convite para assumir a seleção do seu país, mas negou o chamado para iniciar sua primeira campanha no futebol europeu pelo compromisso que já tinha assumido.

Em entrevista à revista do Sevilla, com trechos compartilhados pelos jornais espanhóis nesta quinta-feira (29), o treinador explicou a situação.

"Mais além do que o sonho de toda minha vida era dirigir a seleção do meu país, chegou um momento em que eu havia me comprometido com o Sevilla. Tinha falado com alguns jogadores que faziam parte desse projeto e tinha me comprometido tanto com o clube como com eles", declarou o treinador, que teve sucesso no futebol chileno – tanto em clubes como na seleção.

Seu começo de temporada é positivo no Sevilla, que ocupa atualmente a sexta colocação do Campeonato Espanhol e é o segundo no Grupo H da Liga dos Campeões, tendo empatado fora de casa com a Juventus, líder, na estreia.

"Era impossível tomar uma decisão além dos meus desejos e intenções, não só pelo contrato, que poderia ter rompido, mas por minha palavra com o clube", reiterou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos