Santos faz trabalho especial com campeão olímpico e usa até psicóloga

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

O jogo entre Santos e Internacional começou com um lance de perigo do time gaúcho. Nico Lopez aproveitou uma falha de Thiago Maia e quase abriu o marcador no primeiro minuto de jogo. A jogada resume bem o momento vivido pelo volante campeão olímpico.

Thiago Maia deixou a desejar em vários jogos após o seu retorno da Rio-2016, onde amargou a reserva na seleção de Rogério Micale.

Por conta disso, a comissão técnica realiza um trabalho especial com o camisa 29. O volante faz treinos específicos antes e depois dos treinamentos, no campo e na acadêmia, para readquirir o ritmo de jogo e a condição física ideal.

A ideia é recuperar o tempo perdido no time nacional, já que a preparação na seleção olímpica foi diferente devido ao pouco tempo para treinar entre as partidas. Thiago Maia ainda perdeu a posição de titular na segunda rodada dos Jogos do Rio de Janeiro, o que prejudicou o ritmo de jogo do atleta.

Além disso, o Santos está preocupado com a "cabeça" do jogador  e, por isso, pediu acompanhamento de perto da psicóloga do clube em relação a Thiago Maia.

O volante santista também sofreu com dores na coluna após o seu retorno da seleção brasileira, argumento utilizado por profissionais do clube para amenizar a má fase do "prata da casa".

No duelo contra o Inter, além de entregar uma bola para o adversário, Thiago Maia teve dificuldades para marcar Valdivia e para sair jogando. O volante, inclusive, foi o escolhido para ser sacado do time no segundo tempo, quando o Santos precisava ser mais ofensivo em busca do terceiro gol.

O técnico Dorival Júnior sacou o volante para a entrada do meia Rafael Longuine. Maia, aliás, tem dois concorrentes direitos em sua posição no meio-campo – Yuri e Léo Cittadini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos