Tite diz que não via jogos da seleção após 2014: "doía e por isso evitava"

Do UOL, em São Paulo

  • Guillermo Granja/Reuters

O técnico Tite admitiu que ficou magoado após 2014, quando não foi chamado para assumir o comando da seleção brasileira. Em entrevista à Inter TV, afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Norte, o treinador disse que evitava assistir aos jogos do Brasil para evitar a mágoa.

"O que fazia é que depois de 2014 eu não assistia jogos da seleção. Eu via depois os melhores lances, porque não é que eu era o melhor, mas que meu momento profissional me credenciava para que fosse convidado. Para não gerar sentimento ruim, eu confesso que evitava, não olhava. Doía. Por isso eu evitava. Eu não queria ficar pensando "eu não poderia estar aí?", "por que não me ligaram?"", comentou Tite, que preferiu não comentar sobre a qualidade técnica de Dunga.

O treinador ainda defendeu Neymar de críticas. "Ele é nosso maior craque, está entre os três maiores do mundo com 24 anos competindo com Messi e Cristiano Ronaldo. É injusta a responsabilidade que dão a ele de que se vence ele é astro e se perde é culpado. Senso de equipe, participação coletiva, conjunto, processo de maturidade de um garoto que é do bem. Senão a gente vai conceituar uma pessoa de 24 anos e que ele seja perfeito. Eu com 55 tenho defeitos. Vamos olhar com mais humanidade o conjunto da obra".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos