Novo fenômeno tem 13 anos e encara rivais sete anos mais velhos na Escócia

Do UOL, em São Paulo

O mundo do futebol está cheio de novos Messis. São jovens talentosos que, desde a mais tenra idade, destroem rivais em torneios de categorias de base, chamando atenção do mundo inteiro em vídeos com seus lances mais incríveis. O novo nome dessa lista é Karamoko Dembele, um jovem de apenas 13 anos, que nasceu na Costa do Marfim mas mora, desde bebê, na Escócia.

Na segunda-feira, ele foi alçado ao estrelato por ter jogado apenas dez minutos de uma partida. A diferença é que o jogo em questão foi no campeonato escocês sub-20, enfrentando rivais sete anos mais velhos – e muito mais fortes e altos. Em campo, o Celtic venceu o Hearts por 3 a 1 e Dembele só foi convocado para o duelo porque metade do elenco sub-20 da equipe estava defendendo a seleção escocesa.

O garoto não brilhou tanto, mas a partida fez com que um vídeo com os melhores momentos de Dembele em um torneio sub-13 em março fosse relembrado. Enfrentando Barcelona, La Coruña e West Bromwich Albion, ele driblou, passou, roubou bolas e marcou gols como quis. Foi eleito o melhor do torneio por unanimidade.

U13 Cup Basselvede
Dembele foi eleito melhor jogador da U13 Cup Basselvede. O Celtic foi campeão em torneio com times como Real Madrid, PSG, Borussia Dortmund

Em junho veio outro título de melhor jogador. Na Basselvede U13, considerado a Champions League sub-13, o Celtic foi campeão e Dembele, eleito o MVP do torneio. Os rivais? PSG, Real Madrid, Borussia Dortmund, Bayern Leverkussen, Hertha Berlin, Ajax, PSV, Anderlecht…

"O fato dele estar jogando contra jogadores sete anos mais velhos é uma indicação do talento que esse garoto tem. Mas temos de lembrar que ele tem só 13 anos. Ele recebeu uma chance por méritos próprios, mas ainda precisa seguir evoluindo. Karamolo ainda é uma criança e precisa crescer, tanto fisicamente quanto mentalmente. Os técnicos sub-13 e sub-14 estão empenhados em desenvolver esse talento, mas é crucial não exigir muito, cedo demais", disse Chris McCart, chefe das categorias de base do Celtic.

"O nome Karamoko Dembele aparece nas conversas sobre o Celtic há mais ou menos um ano. Qualquer repórter que cobre o clube já ouviu que, nas categorias de base, tem um garoto que pode ser realmente especial", escreveu o jornalista Neil Cameron, do Herald Scotland. "Mas a primeira coisa que é preciso saber sobre ele é que ele tem só 13 anos. E quem trabalha dentro do Celtic admite que até para garotos de 13 anos ele é baixo".

A família de Dembele veio da África quando o jogador era ainda bebê – por causa disso, ele já pode ser convocado para as categorias de base da seleção da Escócia. Quando ainda estava no Park Villa, um clube de futebol menor da cidade de Glasgow que tem parceria com o Celtic para desenvolvimento de atletas. "Quando ele chegou, aos cinco anos, seus pés eram tão pequenos que não tinha chuteiras para ele. Ele usava um par muitos números maior", lembrou o técnico David Feeney em entrevista ao jornal escocês Daily Record.

Segundo ele, o talento era claro desde cedo. "Enquanto os outros meninos ainda estavam aprendendo a controlar a bola, ele já fazia 50, 60 embaixadinhas. Ele é o melhor jogador com quem eu já trabalhei. Ninguém chega nem perto. Ele lembra muito o Lionel Messi. Se ele for bem trabalhado, e continuar no Celtic, o céu é o limite".

A empolgação com o atleta, porém, pode ser negativa: o último fenômeno que surgiu no time escocês não se deu tão bem. Islam Feruz, que nasceu na Somália, tem hoje 21 anos. Ele estreou no time titular do Celtic aos 14 anos e, pouco depois, foi contratado pelo Chelsea. O jovem atacante nunca estourou para o futebol e hoje está emprestado ao Mouscron, da Bélgica.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos