Seleção encantou na estreia de Tite, mas quinteto precisa provar capacidade

Dassler Marques

Do UOL, em Natal (RN)

  • Nelson Almeida/AFP

    Tite comanda treino da seleção brasileira, em Natal

    Tite comanda treino da seleção brasileira, em Natal

As vitórias convincentes nos dois primeiros compromissos jogaram uma onda de positividade que a seleção brasileira não tinha desde a conquista da Copa das Confederações 2013. Na sequência dos triunfos com Tite que deram confiança, há jogadores em particular que precisam provar suas condições nesta quinta-feira (6), às 21h45, diante da Bolívia, na Arena das Dunas. 

Alisson, Marquinhos, Fernandinho, Giuliano e Willian, que virou reserva, merecem atenção especial por diferentes motivos. Atento a essas questões, Tite sabe que o aspecto individual fomenta o coletivo e, ao colocar Philippe Coutinho como titular e mudar uma equipe que havia ganhado dois jogos, estimulou a competição interna. O treinador acredita que essa disputa eleva o nível geral do time, o que poderá ser atestado nesta noite. 

Primeiro contra a oitava colocada Bolívia, e também na próxima terça, diante da lanterna Venezuela, Tite estará ligado na condição dos atletas. Em especial daqueles que precisam provar um pouco mais para se reafirmarem dentro da seleção.

Nelson Almeida/AFP
O goleiro Alisson durante treino do Brasil, em Natal

ALISSON

O goleiro ex-Internacional se mantém titular da seleção desde praticamente o início das Eliminatórias, mas vive um momento de afirmação. Depois de chegar à Roma-ITA como primeira opção e jogar nas primeiras partidas da temporada europeia, ele foi para a reserva a partir da renovação do empréstimo do polonês Szczesny, mesmo sem ter falhado. 

No início da semana em Natal, o preparador de goleiros Taffarel ressaltou esse ponto como algo a ser constantemente observado pela comissão técnica, já que Weverton (Atlético-PR) e Alex Muralha (Flamengo), também chamados em outubro, jogam regularmente. Alisson, por sinal, viu um concorrente importante crescer nas últimas semanas. Diego Alves, o goleiro brasileiro de maior destaque na Europa, recuperou a posição no Valencia-ESP com ótimas atuações. 

Nelson Almeida/AFP
Thiago Silva (esq.) e Marquinhos durante treino da seleção, em Natal

MARQUINHOS

O zagueiro de 22 anos tem sua primeira sequência de verdade pela seleção brasileira, mas já com uma sombra considerável. Trata-se do experiente e ainda em alto nível Thiago Silva, que se acredita poderá recuperar a posição a médio prazo. Companheiro de Thiago no PSG, Marquinhos teve atuações seguras contra Colômbia e Equador, logo após a conquista do ouro olímpico. 

Leo Correa/AP
Fernandinho e Tite durante treino

FERNANDINHO

Em um dos melhores momentos da carreira, o volante do Manchester City tem a primeira oportunidade com Tite, que havia chamado Rafael Carioca e Casemiro (cortado por lesão) na sua primeira relação. Há grande concorrência no setor, inclusive com o gremista Walace, outro que agrada a comissão técnica. Pesa a favor de Fernandinho a experiência com a camisa da seleção e o fato de estar em atividade no mais alto nível do futebol internacional. 

GIULIANO

Preferência pessoal de Tite, Giuliano não defendia a seleção brasileira desde os tempos de Mano Menezes, há mais de quatro anos. O treinador é admirador confesso do jogador, que combina competitividade com bom recursos técnicos e vive ótimo momento no Zenit. Por outro lado, a convocação dele foi contestada por parte da imprensa e torcida, o que coloca uma dose de pressão para os jogos de outubro. Paulinho, titular, está suspenso.

NELSON ALMEIDA/AFP
Willian faz embaixadinha observado por Phillipe Coutinho

WILLIAN

Relegado ao banco de reservas, o meia do Chelsea não produziu no seu melhor nível nas partidas sob o comando de Tite em setembro. Além disso, após temporada elogiada em seu clube, não tem mantido o mesmo desempenho com Antonio Conte. Com o provável retorno de Douglas Costa ao grupo no próximo mês, precisa dar demonstração de que ainda é o jogador de destaque dos tempos de Dunga. 

FICHA TÉCNICA

BRASIL x BOLÍVIA

Local:
 Arena das Dunas, em Natal (RN)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Data: 6 de outubro de 2016, quinta-feira
Arbitragem: Wilson Lamouroux (COL), auxiliado por Alexander Guzmán e Eduardo Díaz (COL)

BRASIL: Alisson; Dani Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho; Coutinho, Giuliano, Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus. 
Treinador: Tite

BOLÍVIA: Carlos Lampe; Edemir Rodríguerz; Ronald Eguino, Ronald Raldes e Leonel Morales; Raúl Castro, Alejandro Meleán e Wálter Veizaga; Yasmani Duk e Pablo Escobar; Marcelo Moreno.
Treinador: Ángel Guillermo Hoyos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos