Jornalista diz que fuga de jogador equatoriano da polícia foi "de cinema"

Do UOL, em São Paulo

O jornalista equatoriano Andrés Muñoz Araneda, da Rádio Activa, descreveu como "de cinema" a situação vivida pelo atacante Enner Valencia no jogo contra o Chile, na última quinta-feira (6), pelas Eliminatórias da Copa de 2018. O jogador teria simulado uma lesão para fugir de ambulância da polícia, que tinha contra ele uma ordem de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia.

"Nunca vi nada parecido", disse Araneda, que estava no estádio e filmou o ocorrido. "Minutos antes de Valencia se lesionar, um grupo de policiais apareceu na beira do gramado para falar algo ao banco de reservas do Equador. Quando Valencia foi retirado de maca, os policiais começaram a segui-lo".

"Enquanto os policiais discutiam, a maca tomou velocidade e avançou em direção a uma ambulância, e os policiais começaram a correr atrás. As pessoas pararam de ver o jogo e começaram a assistir àquela cena insólita. Era digno de uma trama de cinema", lembrou, em declarações à BBC.

Valencia conseguiu deixar o estádio na ambulância e foi encaminhado para um hospital, sempre sob escolta policial. Nesse meio-tempo, uma juíza revogou a ordem de prisão que havia contra o jogador, que, assim, não foi preso.

O Equador venceu o Chile por 3 a 0 e tem como próximo adversário a Bolívia, na próxima terça-feira (11), em La Paz. A expectativa é que Valencia consiga deixar o país sem problemas no domingo (9).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos