Argentina leva 'gols brasileiros' e cede empate duas vezes ao Peru

Do UOL, em São Paulo

A Argentina esteve por duas vezes à frente no placar na noite desta quinta-feira, em Lima, mas não conseguiu segurar a seleção peruana, que contou com gols dos 'brasileiros' Guerrero e Cueva (de pênalti) para buscar a igualdade em duas oportunidades e assim garantir ao menos um empate por 2 a 2 em jogo que fechou o primeiro turno das eliminatórias sul-americanas.

O resultado acaba sendo ruim para as duas equipes. A Argentina vai só a 16 pontos, fica com o quinto lugar e assim perde a chance de terminar a rodada na zona direta de classificação para a Copa do Mundo. Já o Peru vai a oito pontos e acaba o primeiro turno apenas na oitava colocação.

Agora, a Argentina terá pela frente o sexto colocado Paraguai, em duelo que acontece na cidade de Córdoba (ARG), terça-feira, às 20h30 (de Brasília). O Peru entra em campo no mesmo horário, em Santiago (CHI), para encarar o Chile, que ocupa atualmente o sétimo lugar.

Guerrero mais uma vez decisivo

O jogador flamenguista Paolo Guerrero mostrou mais uma vez que é decisivo na seleção peruana. Depois de receber um lindo lançamento de Trauco da esquerda, ele matou no peito, tirou Funes Mori com um jogo de corpo e, quase da pequena área, finalizou no canto esquerdo de Romero. Foi o terceiro gol do centroavante nas eliminatórias sul-americanas. Depois, sofreu pênalti convertido por Cueva, que fez 2 a 2 e garantiu o empate.

Dybala não aproveita chance

Substituto de Lionel Messi, machucado, o atacante Dybala, da Juventus, não soube aproveitar a chance que lhe foi dada por Edgardo Bauza. Apareceu pouco na partida – exceto pelo escanteio que cobrou no lance do gol – e foi substituído no começo do segundo tempo.

Cueva: o melhor do Peru

O meia são-paulino Cueva fez muito bem a sua parte – com gol e assistências – e foi o melhor jogador da seleção peruana. Foram pelo menos três passes que deixaram seus companheiros em boas condições de marcar, além do gol de pênalti.

Bola parada. A melhor arma da Argentina

A bola parada foi a principal arma utilizada pela Argentina, especialmente na etapa inicial. As três melhores chances (incluindo o gol) saíram desta forma. Na primeira, Aguero exigiu uma ótima defesa do goleiro em cobrança de falta. Na segunda, Funes Mori aproveitou desvio de Aguero após cobrança de escanteio e finalizou duas vezes para abrir o placar. Depois, foi a vez de Di Maria quase marcar de falta. Na etapa final, Higuain mudou a história com um belo gol.

Peru volta melhor do intervalo

A conversa com Ricardo Gareca no intervalo deu resultado. Depois de um primeiro tempo ruim, a seleção peruana voltou outra para o segundo tempo, precisou de apenas 12 minutos para deixar tudo igual e seguiu criando uma série de oportunidades. Porém, não soube aproveitá-las, e uma jogada muito bem trabalhada pela Argentina aos 31min acabou castigando a seleção de Gareca. Sorte que Mascherano falhou e Guerrero, de pênalti, buscou o empate.

Que vacilo, Mascherano!

Pouco depois de a Argentina marcar o segundo gol com Gonzalo Higuain, Javier Mascherano falhou feio na defesa, recuou errado e viu Guerrero ficar com a bola e sofrer pênalti em uma entrada de Funes Mori. Cueva marcou e fechou a conta no estádio Nacional de Lima.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos