Tite defende Neymar após suspensão, mas pede maturidade contra perseguição

Dassler Marques

Do UOL, em Natal (RN)

A partida da próxima terça-feira será a quarta do Brasil sem Neymar nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Para Tite, o cartão amarelo sofrido na vitória por 5 a 0 sobre a Bolívia, nesta quinta, poderia ser evitado. Se por um lado ele defendeu o atacante pelo excesso de faltas recebidas, por outro frisou por mais de uma ocasião que ele precisa amadurecer diante desse tipo de situação. Autor de gol e duas assistências, Neymar foi o tema que dominou a entrevista. 

"O que aconteceu no cartão foi o número excessivo de faltas para desequilibrar emocionalmente, provocar situações e não deixar a jogada fluir. Você fica toda hora falando, e fazendo falta. 'Ah, mas é do jogo e precisa o arbitro cuidar'. Sim, mas o meu é o outro lado. O meu lado é orientar para sua maturidade e evolução, porque os adversários vêm fazer isso. Coloquei no intervalo 'vai jogar, vai pra dentro'. (...) Vamos ter que suportar essas situações também", comentou Tite após o jogo.  

Na sequência, perguntado sobre como será jogar sem Neymar, o treinador lembrou que o grupo de atletas precisa se sobressair. "A primeira entrevista que tive como técnico foi na seleção olímpica e com uma pergunta a respeito do Neymar. Fiz a seguinte resposta e continuo coerentemente. É desumano colocar a responsabilidade de que ele deve solucionar a equipe. Ninguém faz isso. Da mesma forma que, se ele não nos ajudar na marcação e cumprir a função dele, vai sobrecarregar a equipe. Temos que ter as duas", acrescentou. 

Mesmo com cartão amarelo e já suspenso, aliás, Neymar ficou em campo por 68 minutos. Tite explicou por que não antecipou a modificação. "A equipe está engrenada, ajustada, se formando com um atleta em nível técnico e de confiança altíssimo. Não vou prejudicar a equipe. Entra a maturidade do atleta de continuar. É um processo de maturidade. Vai continuar, não fala com o arbitro, não fala com o adversário. Nos dois primeiros terços do campo, toca mais rápido de lado. E flecha pra frente", receitou. 

NEYMAR LIBERADO DA VIAGEM? TITE NÃO CONFIRMA, MAS DEVE DAR DESCANSO AO JOGADOR

O assunto Neymar dominou a entrevista coletiva, e Tite não quis confirmar que o atacante será liberado da viagem à Venezuela. Ele relatou desgaste do jogador. "Tenho a minha opinião particular, mas devo conversar com o grupo todo e a direção toda. Mas ele vinha de nove jogos seguidos no Barcelona. Vocês não sabem o que se passa", disse, com a explicação na sequência.

"O Luis Enrique (treinador do Barcelona) tinha planejado retirá-lo do último jogo porque nove e dez seguidos você está a ponto de estourar. Eu mesmo estava em um dilema de escalar, mas eu digo 'como vou deixar de escalar o Neymar?'. Eu fiquei com um sentimento de 'não vou dormir dois dias se eu estourar o cara'. Falo da saúde do atleta. Ele (Luis Enrique) não retirou porque o Messi se machucou. Então o Neymar jogou o décimo jogo seguido", declarou Tite.

"Ele tem um coração do caramba e estou conhecendo agora. Os meninos que vieram, ele abraça a molecada e brinca para deixarem eles juntos. Eu não conhecia e estou conhecendo agora. A equipe tem que ser forte sem Neymar, e quando estiver com ele fortalecer a equipe", concluiu. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos