Jesus já supera R. Oliveira, Neymar e Hulk. Mas ainda não se vê na Copa

Dassler Marques

Do UOL, em Natal (RN)

  • Nelson Almeida/AFP

    Gabriel Jesus se firmou como centroavante titular da seleção brasileira

    Gabriel Jesus se firmou como centroavante titular da seleção brasileira

A função de centroavante da seleção brasileira é quase um clássico na história das Copas do Mundo e já passou por nomes como Leônidas da Silva, Vavá, Romário e Ronaldo, entre tantos outros. No ciclo para o Mundial 2018, Gabriel Jesus parece ter acabado com a indefinição que existia por aí (ver lista abaixo). 

Com três jogos consecutivos e a caminho do quarto, contra a Venezuela na próxima terça-feira (11/10), o atacante formado no Palmeiras superou a sequência de nomes como Hulk, Ricardo Oliveira e do próprio Neymar, que agora parece fixo na faixa esquerda do gramado. Gabriel Jesus, aos 19 anos, conseguiu ali o que nenhum deles conseguiu ao anotar contra Equador (duas vezes) e Bolívia. 

"Fico muito contente de estar convivendo na seleção", disse Gabriel Jesus neste sábado. "Estou jogando e ajudando o time, não só com gols e assistências, mas na parte tática. A Copa está muito longe e tudo pode acontecer se tratando de seleção, com jogadores de muita qualidade que podem representar muito bem. É trabalhar, sempre melhorando para cada dia mais me firmar, o que é uma coisa muito importante para mim", afirmou o garoto. 

Com 26 gols anotados na temporada se somados o desempenho no Palmeiras, na seleção principal e na seleção olímpica, Gabriel Jesus disse também que seu maior progresso não foi com a bola no pé. "Eu dava muita preferência em melhorar o meu comportamento, de perder a cabeça, às vezes com o time perdendo eu misturo emoção, fico chateado e quero fazer alguma coisa. Não querendo aparecer, mas querendo ajudar, e eu saía do controle um pouco. Melhorei muito. No campo eu trabalho para buscar sempre melhorar", frisou. 

Por fim, Gabriel Jesus também minimizou a ausência de Neymar no próximo encontro com a Venezuela. O camisa 10 da seleção e companheiro na conquista do ouro olímpico estará suspenso, mas o companheiro quer o coletivo acima das individualidades. "Todos sabemos a qualidade do Neymar, mas a seleção é muito coletiva e quando isso aparece, o individual vai aparecer também. Temos que dar sempre preferencia ao coletivo", disse. 

O que também reforça a titularidade de Gabriel Jesus, no momento, é a indefinição sobre um reserva imediato. Gabigol foi chamado no mês de setembro, mas não teve oportunidades. Já Roberto Firmino, o eleito por Tite nesta convocação, entrou diante da Bolívia e anotou o quinto gol brasileiro, o que deu mostras de que poderá ter sequência. 

Os centroavantes nos jogos do Brasil nas Eliminatórias

Chile 2 x 0 Brasil - Hulk titular, mas não fez gol
Brasil 3 x 1 Venezuela - Ricardo Oliveira titular e fez o terceiro gol
Argentina 1 x 1 Brasil - Ricardo Oliveira titular, mas não fez gol
Brasil 2 x 0 Peru - Neymar titular, mas não fez gol
Brasil 2 x 2 Uruguai - Neymar titular, mas não fez gol
Paraguai 2 x 2 Brasil - Ricardo Oliveira titular e fez o segundo gol
Equador 0 x 3 Brasil - Gabriel Jesus titular, fez o segundo e o terceiro gols
Brasil 2 x 1 Colômbia - Gabriel Jesus titular, mas não fez gol
Brasil 5 x 0 Bolívia - Gabriel Jesus titular e fez o quarto gol

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos