Luxemburgo diz que Guardiola é mais 'marketing do que técnico'

Do UOL, em São Paulo

  • Carl Recine/Reuters

    Luxemburgo comenta que trabalho de Guardiola foi consistente apenas no Barcelona

    Luxemburgo comenta que trabalho de Guardiola foi consistente apenas no Barcelona

O técnico Vanderlei Luxemburgo considera que o atual comandante do Manchester City, Pep Guardiola, é supervalorizado no futebol. Em entrevista ao programa Aqui com Benja!, do Fox Sports, o treinador brasileiro diz que Guardiola apresentou baixo rendimento no período em que esteve no Bayern de Munique.

Luxa aponta Carlo Ancelotti, do Bayern, como o melhor treinador do mundo.

"O Guardiola é mais marketing do que técnico porque você tem o seguinte: o que é conquista? O Guardiola ganhou títulos no Barcelona. Aí vem o Luis Enrique [sucessor] e também ganhou no Barcelona. Aí o Guardiola vai para o Bayern, se prepara, faz todo o curso, aprende idioma e não consegue realizar o mesmo trabalho. Aí o anterior tinha 70 anos [Jupp Heynckes] ganhou a tríplice coroa e o Guardiola não ganhou", analisou Luxemburgo.

"Se pegar o Ancelotti, ele foi campeão no Milan, no Real. Acho que o Guardiola para mostrar que é melhor vai ter que ganhar no Manchester City, no Bayern...", complementou.

Felipão herdou meu trabalho, diz Luxa

Luxemburgo comentou o trabalho feito na seleção e herdado por Felipão, que levou a seleção brasileira ao título mundial em 2002.

"Me tiraram da seleção brasileira, onde eu tinha um trabalho fantástico. Veio o Leão e depois o Felipão. O Felipão foi campeão do mundo, com a qualidade dele, mas com 19 jogadores que eu tinha preparado para a reformulação para a Copa do Mundo", falou o técnico.

Segundo assessoria de Scolari, porém, do grupo campeão em 2002, nove jogadores foram convocados pela primeira vez pelo próprio Felipão: Marcos (nota da Redação: esse, na verdade, foi por Zagallo, em 1996), Belletti, Lúcio, Anderson Polga, Gilberto Silva, Kléberson, Kaká, Luizão e Ricardinho. Luxemburgo foi responsável pela primeira convocação de sete campeões em 2002: Rogério Ceni, Júnior, Roque Júnior, Vampeta, Ronaldinho Gaúcho, Edmílson e Edílson.

Durante essa semana, Luxemburgo já havia falado sobre Felipão no programa "Bem, Amigos" do SporTV. Na ocasião, ele disse que o treinador era o único responsável pelo 7 x 1, mas todos os técnicos brasileiros carregavam essa culpa. A afirmação se repetiu no programa do Fox Sports.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos