Vilson acerta soco no rosto de Marciel em treino do Corinthians

Do UOL, em São Paulo

O zagueiro Vilson acertou um soco no rosto volante Marciel no treinamento desta terça-feira de manhã, no CT Joaquim Grava. Os dois disputavam a bola na atividade. Vilson não gostou da maneira como o jovem atleta tentou recuperar a bola e o agrediu. Marciel caiu no gramado sem gravidade, sendo atendido pelos companheiros de equipe.

Pouco depois do entrevero, Vilson pediu desculpas, e Marciel aceitou. Os dois deram risadas após brincadeira feita pelo volante Cristian. A atividade continuou. 

Aparentemente, a paz foi feita de maneira imediata. No término do treino, inclusive, a dupla saiu junta e deixou o gramado aos risos. Posteriormente, Vilson divulgou um vídeo se dizendo "envergonhado" pela atitude e novamente pedindo desculpas a Marciel.

Fábio Carille diminuiu o incidente. "Não estava no momento, mas estava tratando. Nós não aceitamos. Já resolvemos com o atleta internamente. Com certeza (ele continua com o grupo). A gente não aceita, mas vira e mexe isso acontece por aí. Infelizmente aconteceu isso, mas já conversamos e está resolvido".

"Em primeiro lugar temos de ter uma conversa. Ele falou que foi situação de momento, ficou muito chateado com a situação. A princípio não passa de uma conversa, sem punição. Às vezes, uma conversa é pior do que tirar dinheiro, pior do que dar um tapa. O Vilson está muito chateado e pediu desculpas para nós e para o grupo. Você até espera atitude dessa de outros atletas, mas não do Vilson. A decisão de apenas conversar, não ter punição, foi exclusivamente minha", completou.

Um pouco depois do incidente entre Vilson e Marciel, inclusive, outra entrada forte marcou o treino. Rildo acabou acertando Bruno Paulo ao tentar roubar a bola. Neste caso, no entanto, não houve agressão.

"A última vez que lembro de um caso desses no Corinthians foi em 2009, com Marcinho e Denis em 2009. Já são seis, sete anos sem que isso aconteça", completou o técnico.

Mais tarde, em entrevista à Rádio Bandeirantes, o coordenador de futebol, Alessandro Nunes, também explicou que Vilson não será punido.

"Conversamos com o atleta. Ele saiu com o Marciel do treino, fiz questão de conversar com ele juntamente com o Carille. O atleta tem que saber que além dos treinos, ele tem que ter responsabilidade na vida social. Então a gente costuma ver se há algum problema [fora de campo]. E não é o caso do Vilson. Ele foi bastante claro, dizendo: 'Perdi a cabeça, não sou desse nível. Isso não vai se repetir e conte comigo'. Acreditamos na palavra do atleta, e mais ainda capacidade do atleta".

Cássio segue fora e Marquinhos Gabriel é dúvida

O Corinthians entra em campo na quarta-feira, às 21h45, contra o Santa Cruz, na Arena Pantanal, pelo Brasileirão e precisa vencer para voltar a sonhar com uma vaga na Libertadores por meio do G-6. 

O momento do time no Brasileirão, no entanto, é ruim. O Corinthians não fez gol nos últimos quatro jogos do torneio e está na zona de rebaixamento se considerado apenas o desempenho do 2º turno.

Para piorar, Carille não poderá escalar Cássio, Yago e Gustavo, em tratamento após sentirem dores, Fagner e Romero, com suas seleções nas Eliminatórias, e tem dúvidas sobre a entrada de Marquinhos Gabriel.

Lucca foi escolhido como substituto imediato para o treino, mas Marquinhos será titular caso tenha condições físicas após um teste que erá feito em Cuiabá.

Nesta terça, o time treinado teve: Walter, Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Camacho; Lucca, Giovanni, Rodriguinho e Marlone; Guilherme. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos