Nike confirma acordo milionário com Chelsea para a próxima temporada

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter do Chelsea

    Clube inglês deixará de vestir adidas

    Clube inglês deixará de vestir adidas

A Nike confirmou nesta quinta-feira (13) um acordo para a produção dos uniformes do Chelsea a partir próxima temporada, 2017/2018. De acordo com Darren Rovell, jornalista especializado no mercado esportivo da ESPN americana, o contrato gira em torno de US$ 70 milhões (R$ 224 mi) anuais.

Um acordo de patrocínio tinha sido revelado em maio deste ano, mas a empresa americana de material esportivo só confirmou a informação agora. O clube inglês também divulgou um comunicado sobre o contrato. 

Este é um negócio incrível e importante para o clube. Como o Chelsea, a Nike é conhecida em todo o mundo pela excelência e inovação, e estamos ansiosos para trabalhar juntos em uma parceria de sucesso. Acreditamos que a Nike ajudará o Chelsea a crescer em novos mercados, bem como ajudar-nos a manter nosso lugar entre os clubes de futebol de elite do mundo", disse a diretora do Chelsea, Marina Granovskaia. 

"O Chelsea é um grande clube com muita tradição e torcedores apaixonados pelo mundo todo. Essa parceria fará o Chelsea reforçar a posição de liderança no futebol. Estamos felizes em poder ajudar o clube a crescer", comentou o presidente da Nike, Trevor Edwards. 

A parceria entre Chelsea e Nike interrompe o antigo contrato que o clube londrino tinha com a adidas, que duraria até o final de 2023.

O Chelsea completará 11 anos vestindo uniformes fabricados pela empresa alemã, que sucedeu a Umbro em 2006, antes de realizar a troca em 2017.

Entre os três brasileiros do Chelsea, somente Oscar não tem um acordo com a Nike – David Luiz e William usam chuteiras da marca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos