Queria ser técnico, mas Real prefere que eu seja embaixador, diz R. Carlos

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram

Em Pequim para apresentar projetos da Fundação Real Madrid, o ex-lateral esquerdo Roberto Carlos disse que gostaria de seguir a sua carreira de treinador no clube, mas não sabe quando isso será possível.

Sem especificar se pretendia ser técnico das categorias de base ou auxiliar na equipe principal, o brasileiro contou que já conversou com dirigentes sobre a possibilidade, mas por enquanto os planos do clube são outros.

"Já falei com o clube, mas não me querem (como técnico), disseram que de momento minha imagem cai muito bem como embaixador", disse em uma conversa com a Efe após uma entrevista em Pequim.

Roberto Carlos iniciou a carreira de treinador no time russo Anzhi, ainda como auxiliar. Depois treinou o Sivasspor e o Akhisar Belediyespor, embos da Turquia, e o Delhi Dynamos, da Índia, clube que deixou em 2015.

O brasileiro retornou ao Real Madrid no começo deste ano para ser um embaixador do clube na região da Ásia e do Pacífico. Além disso, ele cumpre uma função nas divisões de base do time.

"Quando tiver a possibilidade de voltar aos campos, voltarei", disse o ex-lateral, que acompanha os treinamentos do Real Madrid Castilla (time B), treinado por Guti. "Por enquanto sigo como embaixador e estou feliz", disse.

Em tom bem humorado, Roberto Carlos ainda disse que considera Cristiano Ronaldo o vencedor da "Bola de Ouro" deste ano. "Creio que Cristiano (Ronaldo) já tem a Bola de Ouro em casa, mas não disse a ninguém", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos