Xingado por torcida, Icardi é multado pela Inter e pede desculpas

Do UOL, em Sâo Paulo

  • Pier Marco Tacca/Getty Images

    Icardi durante partida da Inter: crise por episódio narrado em autobiografia

    Icardi durante partida da Inter: crise por episódio narrado em autobiografia

Pressionado por parte da torcida da Inter de Milão por causa de um episódio relatado em sua autobiografia lançada na última semana, o atacante Mauro Icardi ficou próximo de perder a sua braçadeira de capitão do time como punição, mas acabou apenas multado. 

"Após uma reunião nesta manhã com a direção e Mauro Icardi, a Inter anunciou que o capitão será sancionado por quebrar as regulações internas do clube assinadas por todos os jogadores", comunicou o clube em uma publicação em seu site oficial.

Toda a polêmica teve início com um episódio relatado em seu livro. Nele, Icardi narra um confronto com um torcedor depois de uma derrota para o Sassuolo, em fevereiro de 2015. Na ocasião, o argentino deu sua camisa a uma criança, mas um líder de torcida apareceu para arrancá-la das suas mãos.

O atacante relata que disse aos dirigentes da Inter, preocupados com a segurança depois do incidente, que estava "disposto a trazer uma centena de criminosos argentinos para matar todos esses torcedores".

A passagem causou irritação nas torcidas "ultras" da Inter. Na sexta-feira, torcedores organizados da Inter divulgaram um comunicado para negar os relatos do atacante. "Icardi, para nós, acabou. Pode tirar essa braçadeira (de capitão), seu palhaço". O clube, segundo a "La Gazzetta dello Sport" também avalia que o jogador apresentou uma versão distorcida da história.

Arrependido com a repercussão, o jogador pediu desculpas a todas as partes envolvidas no comunicado publicado no site da Inter. Nele, o argentino destacou que o clube é o que deve estar acima de tudo. 

"Os últimos dias foram um período triste no meu tempo aqui na Inter. Porém dentro de uma família – e eu sempre fui ensinado que a Inter é uma grande família acima de tudo – momentos difíceis e desentendimentos acontecem", afirmou o jogador. "Eu falei com o clube hoje e deixamos esse incidente lamentável para trás e temos só um objetivo. Queremos o melhor para Inter porque nada é maior que esse clube."

O atleta disse acatar todas as decisões da Inter a respeito da polêmica e também explicou que será mais cuidadoso em suas manifestações públicas no futuro: "algo requisitado na minha função dentro do time."

Críticas na última rodada

No domingo, o pesadelo de Icardi continuou. No jogo que terminou em derrota para o Cagliari em Milão, torcedores estenderam faixas com palavras ofensivas ao jogador.

"100 gols e 100 troféus nunca apagarão o fato que você é um pedaço de m...", dizia uma delas. "Você usa uma criança para se justificar e nos jogar m... na cara. Você não é um homem, não é um capitão, é um pedaço de m...", completava outra.

O clima hostil aumentou quando o nome do argentino foi citado pelo locutor do estádio e sonoras vaias foram ouvidas na 'Curva Nord', que reúne os torcedores organizados. Para piorar, Icardi desperdiçou um pênalti durante a partida, e foi aplaudido de forma irônica por parte da arquibancada.

Icardi deixou o estádio sem conversar com a imprensa, mas antes da partida havia postado uma mensagem nas redes sociais em que tentava se se explicar. O argentino de 23 anos já soma 58 gols em 115 jogos com o clube a acaba de renovar seu contrato até 2021. Além, disso, já balançou as redes seis vezes nesta edição do campeonato.

"Estou surpreso e desapontado. Eu simplesmente reportei o episódio com o contexto para expor as emoções do jogo e com o clima eu perdi a cabeça. Eu só queria expor a atmosfera daquele episódio. Eu ainda digo no livro que exagerei. Eu ainda digo no livro que eu usei palavras para ameaçar e que eu não deveria ter feito isso. Me desculpem pela confusão que foi criada, eu simplesmente recontei o incidente de memórias minhas. Eu nunca ofenderia a torcida. A braçadeira de capitão é a realização de meu sonho, a realização que dei para minha família. Eu sempre tento fazer gols porque eu amo a Inter. Espero que vocês entendam como são importantes e o quanto respeito vocês. Eu só peço uma coisa: fiquem com a Inter como sempre ficaram. Precisamos de vocês", escreveu.

Quer receber notícias de times italianos de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Com informações da agência AFP.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos