Atlético-PR diz que Walter foi manipulado em foto polêmica; Torcedora nega

Do UOL, em São Paulo

A polêmica foto do atacante Walter segurando uma faixa com os dizeres "Fora, Petraglia", em referência ao presidente do Conselho Deliberativo, repercutiu no Atlético-PR. Em nota oficial publicada em seu site, o clube paranaense afirma que o jogador foi vítima de uma manipulação por parte da torcedora Nayara Bortolotti, presente na foto e dona da faixa.

"O atacante Walter esteve no estádio Durival Britto e Silva, a Vila Capanema, para assistir ao clássico entre Atlético Paranaense e Coritiba. Atualmente no Goiás, o jogador esteve nas arquibancadas do estádio para torcer pelo Furacão e por seus ex-companheiros de clube. Walter atendeu a vários pedidos de torcedores e tirou fotos com os atleticanos. Dentre essas solicitações, esteve a da sócia Nayara Bortolotti, integrante da oposição e da sua embrionária ASTA (Associação dos Sócios e Torcedores do Atlético), que ostentou em mãos uma faixa de cunho político contra o presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia. Segundo relato do próprio Walter, a sócia utilizou de má-fé ao solicitar que tirasse uma foto com ele, sem demonstrar que a verdadeira intenção era de caráter político. Walter tirou a foto, a qual ganhou grande repercussão negativa ao Clube nas redes sociais", diz o Atlético-PR na nota.

O Atlético-PR afirmou que enviará o caso "para apuração de ato infracional pela Câmara de Ética e Disciplina do CAP".

Furacao.com/Reprodução

Em um áudio postado no site do clube, Walter corrobora a tese de que foi vítima de manipulação e diz que a foto não passou de um mal-entendido.

"Não tenho nada com isso, com essa foto. Se você pegar a foto direitinho, eu estou olhando para tirar a foto, porque é torcedora do Atlético, e jamais ia negar uma foto para uma torcedora. Mas ela foi muito maldosa comigo ao colocar a bandeira daquele jeito que não tinha nem como eu ver o que estava escrito. Jamais ia fazer isso com o presidente e com a torcida do Atlético. Não preciso disso. Gosto muito desse clube, hoje eu virei um torcedor do Atlético-PR", afirmou.

"Foi um mal-entendido, jamais ia fazer isso. A culpa foi dessa mulher, muito maldosa. Não precisava ter feito isso comigo", completou Walter.

Torcedora nega manipulação

Em um vídeo publicado em sua página no Facebook, Nayara Bortolotti se defendeu das acusações feitas pelo Atlético-PR e disse que a foto não teve nenhuma relação com sua participação com a ASTA (Associação dos Sócios e Torcedores do Atlético). De acordo com Nayara, antes da foto, Walter leu o que estava escrito na faixa e aceitou tirar a foto (confira no vídeo no início da nota).

"Eu fiz o protesto por livre e espontânea vontade, assim como o Walter segurou a faixa por livre e espontânea vontade".

Walter deixou o Atlético-PR no último mês de agosto, liberado pela diretoria apesar de ter contrato até o final da temporada. Ele era titular da equipe.

Amigo dos atletas da equipe, o atacante foi ao vestiário após o jogo contra o Coritiba para parabenizar seus ex-colegas pela vitória por 2 a 0, com gols de Pablo e Matheus Rossetto.

Quer receber notícias do Atlético-PR ou do Goiás de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos