Após nova derrota, Doriva pede demissão e não é mais técnico do Santa Cruz

Do UOL, em São Paulo

A crise no Santa Cruz parece não ter fim. Logo depois de funcionários decretarem greve por conta de cinco meses de salários atrasados, o clube confirmou a saída do técnico Doriva, que pediu demissão e deixou o cargo. O time está virtualmente rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Doriva passou quase toda manhã desta quinta-feira reunido com o vice Constantino Júnior e o presidente Alírio Moraes. De acordo com o Santa Cruz, 'eles chegaram a um acordo razoável para todo mundo'. A partir de agora, a equipe começa a ser comandada pelo auxiliar-técnico Adriano Teixeira.

Na última quarta-feira, com o revés para o Botafogo por 1 a 0 no Arruda, o Santa Cruz chegou à sétima derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro. Com apenas 23 pontos em 32 jogos, a equipe coral está a 13 pontos do 16º colocado (Internacional), com uma partida a mais.

Doriva ficou no Arruda por cerca de dois meses e não conseguiu dar um jeito no time coral. Foram 11 derrotas, dois empates e apenas três vitórias. Pela Série A, foram 13 jogos, 11 derrotas, uma vitória e um empate.

O Santa Cruz terá agora mais de uma semana até o próximo compromisso, marcado para o dia 29 de outubro, um sábado, justamente contra o Internacional, no Beira-Rio, às 18h30 (de Brasília), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos