Loja do Corinthians no Parque São Jorge protesta contra presidente e Nike

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

A loja oficial do Corinthians no Parque São Jorge realizou, na manhã deste sábado (22), uma manifestação contra o presidente Roberto Andrade, a Nike e a SPR, franqueadora do clube. Na visão do lojista, a fornecedora de material esportivo e a SPR são responsáveis por um longo boicote ao estabelecimento.

"E aí presidente?", pergunta uma das faixas estendidas pelos funcionários na vitrine. A loja do antigo estádio do clube, administrada pela empresa MMBF Comércio de Artigos Esportivos e Alimentos Ltda, está sem receber produtos há um ano e cinco meses.

"Loja oficial' sem camisa oficial", ironiza outra mensagem pendurada na entrada do estabelecimento, que se autodenominou como "Davi" e chamou a Nike de "Golias" na briga que se estende há mais de um ano.

Divulgação

A disputa entre ela e o Corinthians chegou à Justiça, com parecer favorável à loja em fevereiro deste ano, e dizia respeito à renovação do contrato de locação do ponto de vendas. Clube e Nike queriam que a SPR assumisse o controle do local, intenção confirmada por um gerente geral da Nike em um e-mail anexo ao processo.

Àquela altura, a MMBF esperava chegar a um acordo com Nike e Corinthians para voltar a receber as camisetas oficiais do clube. No entanto, como o boicote ainda não teve fim, o estabelecimento e seus funcionários decidiram se manifestar. Torcedores também participaram do protesto, vestindo narizes de palhaço contra o boicote.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos