Luís Fabiano brilha, Tianjin conquista 2ª divisão e acesso inédito na China

Do UOL, em São Paulo

Um gol e duas assistências para Luís Fabiano, uma delas para Jadson, e participação de destaque de Geuvânio em lances decisivos. Os brasileiros do Tianjin Quanjian foram essenciais na vitória em casa por 3 a 0 sobre o Mizhou Hakka neste sábado (22), resultado que resultou no título da segunda divisão chinesa e o inédito acesso à elite do futebol do país.

Luís Fabiano abriu o placar aos 5min do primeiro tempo, aproveitando o rebote do goleiro e mandando para as redes. O segundo saiu aos 42min, em jogada iniciada por Geuvânio e Jadson. O centroavante ex-São Paulo recebeu e serviu para o colega Xuri Zhao ampliar.

O camisa 9 também foi garçom no terceiro gol, marcado por Jadson aos 44min da etapa complementar.

O Tianjin Quanjian conquistou o acesso ao somar 59 pontos, mesmo número do Guizhou Hengfeng e o Qingdao Huanghai (terceiro colocado que não subiu de divisão), mas levou a melhor nos critérios de desempate, com o ataque e a defesa mais efetivos, 61 gols marcados e 27 gols sofridos, o que consequentemente resultou no melhor saldo de gols.

"Viemos à China com a missão de colocar o Tianjin na primeira divisão e conseguimos. Isso me deixa com o sentimento de dever cumprido e satisfeito com o desempenho que apresentamos ao longo de todo o torneio", afirmou Luís Fabiano, artilheiro da competição com 22 gols marcados.

"A sensação de estar presente em um momento inédito é tão importante para o clube é muito boa. Não foi fácil, mas conseguimos conquistar nosso objetivo. Agora é hora de comemorar", disse o ex-santista Geuvânio, responsável por nove gols e sete assistências ao longo do campeonato.

Jadson, que também tem se destacado ao lado dos outros brasileiros, é outro que comemorou. "Nós acreditamos no projeto da diretoria do Tijanjin e começamos o trabalho no início do ano. Sabíamos que não seria fácil e nos dedicamos demais durante toda a temporada para conseguir conquistar essa vaga para a primeira divisão, que era o nosso grande objetivo. Graças a Deus, fomos campeões e garantimos o acesso. Queria agradecer a todos os diretores do clube, que acreditaram no meu potencial, aos torcedores do Tianjin, que sempre me trataram com muito carinho, à minha família, que esteve ao meu lado desde os primeiros dias na China, e à comissão técnica, que me apoiou demais. Pelo segundo ano consecutivo, pude realizar uma boa temporada e agora é hora de comemorar e descansar porque não foi fácil", afirmou o meia.

O Tianjin é o clube que fora treinado por Vanderlei Luxemburgo no início da temporada. O técnico foi demitido e substituído por Fábio Cannavaro. De volta ao Brasil, Luxemburgo acusou o futebol chinês de manipulação de resultados, fato negado por outros brasileiros que trabalham no país, como Luiz Felipe Scolari.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos