Trabalhador morre em canteiro de estádio da Copa do Mundo no Qatar

Da Reuters

  • France Presse- AFP/ Qatar 2022 committee

    Zaha Hahid assina do projeto do estádio Al-Wakrah (ainda em construção), que deve ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A inspiração para a obra é um tradicional barco de pesca local. Um dos mais importantes aspectos da criação é o segundo nível modular, em madeira, que será desmontado depois dos jogos, para reduzir a capacidade do estádio

    Zaha Hahid assina do projeto do estádio Al-Wakrah (ainda em construção), que deve ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A inspiração para a obra é um tradicional barco de pesca local. Um dos mais importantes aspectos da criação é o segundo nível modular, em madeira, que será desmontado depois dos jogos, para reduzir a capacidade do estádio

Um trabalhador morreu no canteiro de obras de um dos estádios da Copa do Mundo de 2022 no Qatar, informou o comitê organizador da Copa na noite de sábado.

O incidente ocorreu na manhã do sábado no estádio Al Wakrah e está sendo investigado, afirmou o Comitê Supremo de Entrega e Legado do Qatar em comunicado. O estádio foi projetado pela falecida arquiteta britânica Zaha Hadid.

"É com profundo pesar que anunciamos uma fatalidade em um canteiro de obras de um de nossos projetos", disse o órgão em comunicado, sem entrar em detalhes sobre a causa da morte.

Cerca de 5.100 trabalhadores de países como Nepal, Índia e Bangladesh estão construindo estádios. O país sede tem enfrentado acusações de grupos de direitos humanos, especialmente a respeito de abuso de força de trabalho, baixa segurança no local de obras e pobres condições de vida para os funcionários.

O Comitê Supremo informou que não tem havido fatalidades nas obras da Copa, mas o escritório de advocacia DLA Piper, em análise feita para o governo em 2013, encontrou evidências de dezenas de mortes relacionadas às obras da Copa do Mundo entre trabalhadores imigrantes oriundos do sul asiático.

O governo do Catar negou acusações de que há grande incidência de ataques cardíacos entre trabalhadores nas obras e não publica estatísticas independentes a respeito de lesões e fatalidades nos canteiros de obras dos estádios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos