"Herói, lenda e líder": Imprensa internacional repercute morte de Capita

Do UOL, em São Paulo

A morte do Capita: Craque por onde passou e autor de gol antológico

Carlos Alberto Torres foi lembrado com carinho pela imprensa internacional após a notícia de sua morte nesta terça-feira. A triste informação foi destaque em algumas das principais publicações esportivas do mundo. Nelas, Capita, como era conhecido, foi recordado principalmente pela conquista do tricampeonato mundial pela seleção e ainda foi chamado de herói, lenda e líder do futebol brasileiro.

No site da Fifa, entidade máxima do futebol, a notícia apareceu no lugar de mais destaque. Uma grande foto do ex-lateral direito erguendo a Jules Rimet em 1970 e apenas uma frase: "Nascido para ser líder". Dentro, uma matéria completa sobre a carreira de Carlos Alberto, lembrando, inclusive, que ele foi o capitão mais jovem a conquistar uma Copa do Mundo (na época tinha apenas 25 anos). No Twitter (veja abaixo), ainda fizeram questão de colocar: "Você nunca será esquecido".

"Estamos profundamente tristes pela morte de Carlos Alberto Torres, o grande capitão do tri no México. Vamos sempre lembrar do Capita levantando a Jules Rimet. Aproveitamos para mandar nossas mais profundas condolências à sua família e amigos", disse o presidente da Fifa, Gianni Infantino, por meio do Twitter da entidade.

Análise: Carlos Alberto Torres foi gênio da lateral e grande líder

O Mirror, da Inglaterra, também destacou a morte do ex-jogador. "Lendário capitão campeão da Copa do Mundo morre aos 72 anos". Assim como alguns sites e jornais portugueses, que classificaram Carlos Alberto como um dos heróis da conquista do Mundial de 1970, considerada uma das maiores seleções de todos os tempos.

Jornais espanhóis, como Marca, As e El País, também repercutiram a notícia, fazendo questão de lembrar o gol antológico marcado por Carlos Alberto Torres na final da Copa do Mundo de 1970. O Marca, por exemplo, classificou como um lance que marcou época (veja o tweet abaixo).

Entre ex-jogadores internacionais, a perda também foi sentida. "Heidi e eu estamos profundamente chocados. Carlos Alberto era como um irmão para mim, um de meus melhores amigos", lamentou o alemão Franz Beckenbauer, fazendo referência também a sua mulher.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos