Advogado pede habeas corpus para todos os corintianos presos no RJ

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O advogado paulista Valter Nunhezi Pereira impetrou um habeas corpus na tarde desta quarta-feira para os 31 corintianos presos na confusão com a Polícia Militar, no último domingo, no Maracanã, e para outros 10 que foram detidos e já estão soltos. Entre os citados no documento está André Tavares, torcedor que ganhou uma campanha maciça na internet onde alegam sua inocência.

O habeas corpus será analisado e, caso ele seja acatado, todos os envolvidos poderão responder ao processo em liberdade.

Divulgação / Site do TJ

Nunhezi não estava inicialmente envolvido na defesa dos corintianos até então, já que 30 estão sendo representados pelo trio Marcus Vinicius Farias, Helion Moura e Gutemberg Souza e o torcedor André Tavares está sendo defendido por Rafael Faria e Gabriel Miranda Moreira.

Vale lembrar que para impetrar um habeas corpus não necessariamente se faz necessário ser advogado.

Presos em flagrante, os corintianos tiveram a detenção alterada para preventiva pela juíza Marcela Caram na última terça-feira (25) e, desde então, estão no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu (RJ). Eles foram enquadrados por crimes de lesão corporal - confirmada por um laudo positivado nos PMs -, dano qualificado, provocar tumulto em locais de jogos, resistência qualificada e associação criminosa.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos