Cruzeiro já estuda contratar e manter Robinho para depois de 2017

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Robinho pode permanecer no Cruzeiro ao término do contrato de empréstimo

    Robinho pode permanecer no Cruzeiro ao término do contrato de empréstimo

Robinho está emprestado ao Cruzeiro até dezembro de 2017. Contudo, o futebol convincente apresentado em Belo Horizonte faz com que o presidente Gilvan de Pinho Tavares já tenha esboçado o interesse na permanência do atleta na Toca da Raposa II ao término do vínculo.

Ainda não houve uma conversa com o intuito de viabilizar a manutenção do atleta na capital mineira, apenas foi demonstrado o interesse. O contrato do jogador com os mineiros, porém, tem uma minuta que possibilita a transferência definitiva em troca do pagamento de uma multa. O montante é quatro vezes maior que o pago pelo Palmeiras para tirar o atleta do Coritiba – cerca de R$ 10 milhões –, conforme apurado pelo UOL Esporte.

"Estão fixados os direitos econômicos do Robinho. O empréstimo é até o final de 2017. O preço para compra é razoável", afirmou o mandatário Gilvan de Pinho Tavares, em entrevista à Rádio Itatiaia.

O dirigente não foi o único a confirmar a situação. Rafael Felix, empresário do meio-campista, também ratificou a existência da opção de compra e não descartou a mudança definitiva de Robinho para Belo Horizonte:

"Não é uma cláusula contratual, é uma opção de compra. Quando foi assinado o contrato de empréstimo, o Palmeiras colocou uma opção de compra para o Cruzeiro. O valor, claro, é confidencial. Cabe aos clubes quererem revelar", declarou à reportagem.

"Por tudo que o Robinho vem fazendo no Cruzeiro, pela forma que ele é tratado em Belo Horizonte, por torcedores e pelas pessoas, não seria nada anormal que no futuro haja o interesse na permanência dele. Ele ainda tem tempo de contrato, vamos aguardar as movimentações", concluiu.

O Palmeiras desembolsou R$ 2,5 milhões, em fevereiro de 2015, para tirar Robinho do Couto Pereira e levá-lo à Academia de Futebol. Os paulistas são detentores de 50% dos direitos econômicos do meia-atacante. A outra metade está dividida entre a LA Sports, do agente Luiz Alberto, e as empresas DIS e Etika Consultoria.

Dias antes de ser emprestado ao Cruzeiro, Robinho renovou o compromisso com o Palmeiras. O primeiro contrato iria até dezembro de 2018. Em abril deste ano, porém, ele estendeu o vínculo até o final de 2019. A informação foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.


 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos