Maradona completa 56 anos e promete lutar para salvar futebol argentino

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O ex-jogador Maradona aproveitou a comemoração de seu aniversário de 56 anos neste domingo, dia 30 de outubro, para publicar uma mensagem no Facebook na qual promete lutar para salvar o futebol argentino.

"Acabei de fazer 56 anos e aos fãs argentinos, aos maradoneanos, do Boca, do Argentinos Jrs, do Newell's, de toda a Argentina, obrigado por todas as mensagens, obrigado pelo amor, obrigado por pensar no Diego da gente. Isso me faz muito feliz e, embora eu precise de mais para completar a felicidade, eu não posso pedir a Deus mais do que estar com meus filhos, com meu amor, trabalho. E queria dizer aos argentinos para ficarem tranquilos que eu vou estar cada vez melhor e vou lutar para o futebol argentino ", disse Diego

Maradona comemorou a data em um hotel de Dubai e gravou a mensagem de pijama, sentado em uma poltrona. Porém, ele disse que voltará para a Argentina na tentativa de ajudar na reorganização do futebol no país, que vive uma grave crise. Dentro de campo, não vence um título oficial de 1993. Nos bastidores, enfrenta uma guerra política na federação desde a morte do ex-presidente Julio Grondona.

"Vou fazer de tudo para que a paixão retorne à Argentina, porque o que querem é matar a paixão dessas pessoas. Vou lutar para a paixão argentina não morrer, mas vocês têm que me dar uma mão. Essa paixão é sem violência, porque sem violência nossas crianças podem ir a todos os campos da Argentina", disse.

"Eu queria falar no meu aniversário. Eu sei que é um pouco longo, mas eu queria dizer a vocês, queria prometer a vocês, argentinos, porque assim como eu lutei 30 anos, às vezes sozinho, às vezes acompanhados, contra a FIFA, hoje tenho a oportunidade de salvar os fãs de futebol argentinos e, acima de todas as coisas, os jogadores, que são aqueles que arrancam a felicidade de todos os que têm paixão" completou.

Mensagem em italiano

Maradona também não esqueceu de seus fãs italianos. Gravou uma mensagem no idioma direcionada aos torcedores do Napoli. Lembrando da derrota do time para a Juventus no último sábado, disse que na sua época a equipe do Sul venceria por 4 a 0.

O argentino, porém, evitou entrar em polêmica com o compatriota Gonzalo Higuaín, que trocou o time de Nápoles pela Juventus. "Não me importa o que Higuaín faz, que siga o seu caminho. Estou tranquilo porque nunca trairei a camisa do Napoli, e meu coração é napolitano", disse.

Quer receber notícias de futebol internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos