Presidente do Corinthians se preocupa com Arena e cobra a Odebrecht

Danilo Lavieri e Guilherme Costa

Do UOL, em São Paulo

  • Bruno Cantini/Atlético

    Arena Corinthians corre risco de desabamento

    Arena Corinthians corre risco de desabamento

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, admitiu estar preocupado com o risco de desabamento de sua Arena, em Itaquera, após reportagem divulgada pelo blogueiro do UOL Juca Kfouri. O cartola, no entanto, disse que a responsabilidade tanto da construção quanto da solução do problema precisa vir da Odebrecht.

Presente na sede da FPF para o Congresso Técnico do Paulistão de 2017, o dirigente afirmou que o clube está ciente dos problemas e preferiu não falar sobre o risco de o estádio ser interditado.

"Estamos preocupados, porque isso gera riscos para as pessoas e prezamos pela segurança de todos. Mas quem precisa ver isso e testar são os engenheiros. Eles já foram acionados e precisam dar a garantia de que está tudo resolvido", disse o presidente.

"Essa troca de e-mails não é de hoje. Todos os problemas foram sanados. Até então, é assim. Avisamos os problemas e a construtora vai lá e corrige. Esse problema novo a gente precisa esperar resolver. É prematuro falar de problema agora, de interdição de estádio. Vamos aguardar a parte de engenharia dar a solução o mais breve possível", completou.

Roberto ainda reforçou a responsabilidade da construtora em todos os outros problemas que o estádio já enfrentou e ainda precisa de solução, como placas de mármore do teto que desabaram e partes da obra que ainda não foram finalizadas.

"A construtora que precisa ver isso. Foi para isso que o Corinthians contratou uma construtora. Para fazer o estádio. Estamos cientes e esperando uma posição deles".

Confira a nota oficial do Corinthians:

Desde as primeiras horas do dia, a Arena Corinthians e o Sport Club Corinthians Paulista estão em contato com a Odebrecht, responsável pela obra do estádio, para verificar as informações veiculadas em matéria publicada nesta terça-feira (01/11) na Folha de S. Paulo.

Uma equipe de manutenção trabalha diariamente e verifica minuciosamente as condições para que os torcedores estejam em completa segurança no estádio e, até o momento, não há informação vinda da Odebrecht para qualquer risco de deslizamento. A Arena e o clube reforçam, ainda, que toda a construção do estádio está passando por uma auditoria externa, como é de conhecimento público.

A Arena Corinthians e o Sport Club Corinthians Paulista esclarecem também que foram procurados pela Folha de S. Paulo apenas para responder sobre o funcionamento do estacionamento do setor Leste e não foram questionados previamente sobre os outros pontos abordados na matéria. Se fossem, teriam esclarecido as informações ao jornal; como farão, junto com a Odebrecht, nas próximas horas.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos