Após vídeo de queda, Corinthians diz estar cuidando de "defeitos de obra"

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Estadão

    A peça caindo logo depois da passagem de uma pessoa na Arena

    A peça caindo logo depois da passagem de uma pessoa na Arena

O Corinthians se manifestou sobre um vídeo divulgado pelo jornal Estado de São Paulo em que uma placa de mármore cai próxima ao elevador da Arena Corinthians e quase atinge uma pessoa. O vídeo é do dia 18 de outubro. 

O  Corinthians admitiu problemas e explicou que um escritório de advocacia está cuidando dos casos de "defeitos de obra do local".

"A Arena Corinthians vem por meio desta nota esclarecer que, ao tomar conhecimento de quaisquer defeitos de obra, como ocorreram com tetos do 5o andar e afundamento de pisos, por exemplo, de imediato comunicamos e somos orientados pelo escritório de advocacia que está coordenando a auditoria geral da obra desta Arena, orientações estas que se iniciaram mesmo antes da contratação da auditoria", comunicou o Corinthians.

O clube ressaltou que uma auditoria foi contratada bem antes dos problemas serem divulgados e que também analisará a questão de segurança das pessoas dentro do estádio, mas ressaltou que os procedimentos estão sendo tomados para proteger quem vai à Arena. 

Confira a nota completa:

A Arena Corinthians vem por meio desta nota esclarecer que, ao tomar conhecimento de quaisquer defeitos de obra, como ocorreram com tetos do 5o andar e afundamento de pisos, por exemplo, de imediato comunicamos e somos orientados pelo escritório de advocacia que está coordenando a auditoria geral da obra desta Arena, orientações estas que se iniciaram mesmo antes da contratação da auditoria.

A operação da Arena segue todos os passos orientados (por este escritório) e necessários à garantia da segurança de seus frequentadores, torcedores e funcionários: o isolamento imediato da área e de outras com características similares para a avaliação prévia do ocorrido por profissionais habilitados; a comunicação da construtora para a apresentação de explanação do acontecimento, bem como da realização de testes na área afetada e nas demais semelhantes, com a finalidade de se definir quais espaços devem ser mantidos isolados e quais a construtora atesta que se encontram liberados à circulação e uso, por meio de documento formal apresentado por esta; e a requisição à construtora para a efetuação dos consertos adequados no prazo mais ágil possível.

Independente deste procedimento de segurança às pessoas, a auditoria geral da Arena Corinthians verificará estas e todas as outras áreas da construção do estádio, ainda que estejam pendentes de entrega documentos importantes para a conclusão dos trabalhos. Prezando pela segurança das pessoas, a Arena Corinthians tem seguido os procedimentos adequados para sempre buscar a maior proteção aos seus frequentadores.

Durante a semana, casos de problemas na Arena Corinthians foram divulgados. O jornalista Juca Kfouri publicou sobre um vazamento no interior da Arena Corinthians, o qual poderia até mesmo soterrar uma avenida nos arredores do estádio. 

Depois da reportagem, o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) determinou uma vistoria a ser realizada na Arena Corinthians pelo Centro de Apoio Técnico à Execução.  A vistoria - que ainda não tem data para acontecer - vai definir quais medidas serão tomadas.

A Sabesp disse que avisou o Corinthians em fevereiro sobre um possível vazamento, após notar uma alta nas contas de água do local. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, há risco de desabamentos, mas a Odebrecht afirma que o problema não se infiltrou no terreno e que, portanto, o risco não existe.
 

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos