Goleira da seleção de Gâmbia morre afogada em travessia do Mediterrâneo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

A gambiana Fatim Jawara, 19 anos, morreu no último mês ao tentar atravessar o Mar Mediterrâneo com destino à Lampedusa, na Itália, informou agência de notícias AFP nesta semana. Goleira da seleção de Gâmbia, a jovem estava em um barco que saiu da Líbia rumo à Europa, mas foi atingido por uma tempestade e afundou. Ela se afogou no mar.

O presidente da federação de futebol do país comentou a tragédia após receber a notícia. "Me chocou. A jovem era um talento e estava se mudando para um lugar melhor, mas a forma que ela morreu é apenas chocante. Estamos muito tristes com o acontecimento e gostaria de enviar minhas condolências à família da menina e seu ex-clube, os Red Scorpions", lamentou.

Segundo o "The Guardian", a fuga da África tinha como objetivo o crescimento profissional. Fatim queria jogar em um grande clube europeu, "qualquer fosse o risco". Sua família era contrária à mudança.

"Eles falaram com ela do meio do deserto, todo o tempo que ela viajou. Eles estavam implorando que ela abandonasse a jornada, mas ela disse que ela queria continuar e seguir seu destino", disse Sainei Sissoho, uma ex-colega de time da goleira.

Fatim Jawara tinha estreado na seleção de Gâmbia em 2015, em um amistoso contra um clube de Glasgow (Escócia).

De acordo com dados a Organização Internacional de Migração (OIM) até o dia 2 de novembro, 3.940 migrantes morreram ao tentarem atravessar o Mediterrâneo em 2016.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos