Adriano se defende na Justiça da Espanha e nega fraude fiscal

Do UOL, em São Paulo

  • Jorge Guerrero/AFP Photo

    Adriano, ex-Barcelona, é acusado de fraudar fisco espanhol com mais de R$ 2 milhões

    Adriano, ex-Barcelona, é acusado de fraudar fisco espanhol com mais de R$ 2 milhões

O lateral Adriano, do Besiktas e ex-Barcelona, se defendeu nesta terça-feira, em Madri, de processo judicial. Ele é acusado de sonegar imposto em contratos de direitos de imagem. Segundo o jornal As, ao juiz da Audiência Nacional, Adriano declarou que tributou corretamente seus ganhos de 2011 e 2012.

Adriano é acusado de fraudar o fisco espanhol em 646 mil euros (R$ 2,280 milhões).

O atleta abriu empresa com sede em Portugal. À Justiça, Adriano disse que a intenção da abertura da empresa em outro país não tinha como intenção ocultar rendimentos.

A empresa em Portugal seria para recebimento de ganhos de direitos de imagem, não incluindo salários e premiações de jogos.

A defesa de Adriano na Justiça foi composta pelos mesmos advogados que trabalharam para Javier Mascherano. O volante argentino também teve problema com o fisco, e pagou 1,5 milhão de euros à Fazenda após ser condenado a um ano de prisão. Diferentemente de Mascherano, Adriano reforça que não cometeu irregularidade.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos