Rafinha diz que pedido de dispensa da seleção foi por esquecimento de Dunga

Do UOL, em São Paulo

  • Christof Stache/AFP

O lateral Rafinha, do Bayern de Munique, ficou marcado no último semestre por causa de pedido de dispensa da seleção brasileira, então comandada pelo técnico Dunga. Nesta terça (08), em entrevista ao canal Fox Sports, o jogador explicou que o pedido para não ser chamado pelo treinador naquele momento foi por conta do próprio Dunga.

Rafinha disse que Dunga não o chamava há dois anos e por isso decidiu focar apenas no Bayern de Munique. "Eu não disse não à seleção brasileira. Naquele momento eu pedi dispensa. Fazia dois anos do Dunga no comando e eu n tinha sido convocado. Eu n estava nem entre os quatro primeiros da posição. Eu também não troquei pela seleção da Alemanha. Eu nunca falei isso. Eu não estava sendo convocado e eu preferi dar prioridade ao Bayern de Munique naquele momento", comentou o jogador.

Agora, com Tite, o cenário é diferente e Rafinha ressaltou que tem jogado bem no Bayern para, quem sabe, ser lembrado pelo treinador. "Eu fui em 2008 convocado pelo Dunga. Sou grato a ele. Fui convocado e várias vezes convocado aquele ano. Depois não fui mais. Agora se a comissão achar que devo ser convocado, estou à disposição. Mas eu não gosto de falar assim, porque senão as pessoas acham que estou cavando, mas se acharem que devo ir, vão me convocar. Estou jogando no Bayern, melhor time do mundo, sempre jogando e ganhando títulos. Quem tem que falar isso são meus pés", disse.

Apesar disso, Rafinha ressaltou que a seleção brasileira está bem servida de laterais. "O Daniel, não é porque é meu amigo, mas vem jogando em um nível alto há muitos anos. O Daniel, pelo que ele está jogando, tem que estar na seleção mesmo. Tem o Fagner do Corinthians, o Danilo do Real que também é um grande jogador. A seleção está bem servida de lateral".

Há 11 anos jogando no futebol europeu, Rafinha contou que tem vontade de jogar novamente no Brasil. O jogador, hoje com 31 anos, tem contrato com o Bayern de Munique até junho de 2017.

"É difícil, porque já estou na Europa há 11 anos, mas eu tenho vontade de voltar ao futebol brasileiro sim, eu voltaria para o Coritiba", analisou.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos