Santos pede fatia maior no PPV e negocia amistoso com Globo e EI

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Luiz Fernando Menezes/Folhapress

    Presidente do Santos foi ao Rio pedir fatia maior da Globo e negociar amistoso

    Presidente do Santos foi ao Rio pedir fatia maior da Globo e negociar amistoso

O presidente Modesto Roma viajou para o Rio de Janeiro nesta semana para tratar de diversos assuntos. Após se reunir com a CBF, como revelou o Blog do Perrone, o dirigente santista se reuniu com os diretores de dois canais de televisão – Globo e Esporte Interativo.

Modesto Roma tenta negociar a venda dos direitos de transmissão do amistoso entre Santos e New York Cosmos no dia 22 de janeiro, em Miami, nos Estados Unidos. A partida deve contar com a presença de Pelé, que também defendeu o time americano no fim de sua carreira. O Rei do Futebol será homenageado e dará o pontapé inicial do jogo.

O dirigente santista viu o interesse das emissoras, mas ainda não fechou o acordo.

Além disso, Modesto Roma se reuniu com a Globo para pleitear uma fatia maior no canal Premier. Segundo o dirigente, a emissora oferece, no mínimo, R$ 550 milhões para 18 clubes dividirem a "bolada" do PPV por temporada. O Santos não está satisfeito com o valor que recebe atualmente.

Antes de ser reunir com os canais de televisão, o presidente santista esteve na CBF para fazer pedidos em relação à arbitragem, reclamações e dar status de time que briga pelo título ao seu clube.

Ele se encontrou com Marcos Cabral Marinho de Moura, presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa, ex-chefe do juízes e agora responsável por implementar o programa de uso de vídeos na arbitragem, e Marco Polo Del Nero.

Aos homens do apito, o presidente do Santos reclamou de um impedimento inexistente de Thiago Maia marcado no final da vitória por 2 a 1, sobre a Ponte Preta, e pediu que a comissão privilegie os times que estão brigando por algo na reta final do Brasileiro com os melhores árbitros em suas partidas. Porém, o cartola ouviu que não será atendido.

Ao presidente da CBF, o dirigente santista voltou a reclamar do fato de a partida contra a Ponte ter sido alterada de sábado à noite para domingo de manhã em cima da hora, prejudicando a preparação de sua equipe. 

A Polícia Militar pediu a alteração com medo de um possível encontro entre torcedores de Ponte Preta e Guarani, caso o alviverde campineiro conquistasse o título da Série C, o que não ocorreu.

Irritado, o Santos jogou com a frase "faltou respeito" nas costas de sua camisa. Modesto disse não temer represálias da CBF por conta da atitude.

Quer receber notícias do Santos de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos