Tite expõe sentimento de dívida com Atlético: "não fiz o melhor trabalho"

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação

    Tite comandou Atlético-MG em 2005: técnico reconhece que trabalho não foi bom

    Tite comandou Atlético-MG em 2005: técnico reconhece que trabalho não foi bom

Em Belo Horizonte para o clássico contra a Argentina na próxima quinta-feira (10), o técnico Tite não pensa apenas no trabalho à frente da seleção brasileira nas Eliminatórias. Em entrevista coletiva nesta quarta (9), no Mineirão, o treinador revelou lembranças de outros trabalhos na capital mineira e um sentimento de dívida com o Atlético-MG por conta da passagem sem sucesso em 2005.

"Tenho respeito grande pelo Atlético e me sinto em dívida por não ter tido um melhor trabalho aqui", disse o técnico da seleção, ao responder sobre a recepção da torcida mineira.

"Conheço todo o carinho que o torcedor atleticano dá. Sei até da idolatria pelo Pratto [rival nesta quinta]. Sei que é a torcida mineira para poder nos auxiliar. Fui muito bem recebido no Cruzeiro. E torcedores do América que também vão contribuir", completou.

Ainda sobre a passagem por Belo Horizonte, Tite contou que não descartou um jogo na cidade, apesar do histórico negativo dele e da seleção – após a derrota por 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014.

"Eu gostaria de retornar para pagar essa dívida. Perguntariam se eu deixaria de vir. Claro que não. Vamos lá. Isso é maturidade, é enfrentar os desafios. Me chamaram, chamaram o Edu [coordenador de seleções] e nos contaram sobre esse possível jogo aqui. É algo natural".

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos