Audiência pública em BH vai discutir projeto do estádio do Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Reprodução internet

    Imagem do projeto do estádio do Atlético-MG

    Imagem do projeto do estádio do Atlético-MG

No dia 24 deste mês, um dia depois do primeiro jogo da final da Copa do Brasil, entre Atlético-MG e Grêmio, o torcedor atleticano vai ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o projeto de estádio do clube e até debater sobre o assunto. O Conselho Municipal de Política Urbana – Compur – divulgou uma nota no Diário Oficial do Município convidando para uma audiência pública para apresentar o projeto da Arena Multiuso, no bairro Califórnia, na região Noroeste de Belo Horizonte.

Essa audiência pública é mais uma casa que o projeto do estádio avança dentro da prefeitura municipal. A expectativa é todo o tramite termine até abril de 2017 e, portanto, seja aprovado. Por lei, o evento deve ser promovido pelo construtor do empreendimento. Neste caso, é a MRV Engenharia, patrocinadora do Atlético e também parceira do clube na viabilização do estádio.

Em novembro do ano passado, o projeto foi considerado 'Utilidade Pública'. Algo muito importante para a redução dos custos. Com essa determinação da prefeitura de BH, a construção do estádio fica livre de algumas exigências e contrapartidas, algo cobrado em todo grande empreendimento.

Inicialmente, o projeto desenvolvido pela Farkasvölgyi Arquitetura previa uma Arena Multiuso para 50 mil torcedores, centro de convenções, shopping center e um estacionamento com quatro mil pagas. O custo estimado total era de quase R$ 600 milhões. Para facilitar a busca por parceiro, o projeto sofreu algumas alterações e foi reduzido, como explicou o arquiteto Bernardo Farkasvölgyi recentemente, ao jornal O Tempo.

"Ele foi redimensionado para fazermos uma coisa mais coerente, inclusive em termos de Brasil. Estamos acreditando em uma redução de praticamente um terço em cima do valor inicialmente previsto. E a modificação do projeto é muito pequena. Mudamos a capacidade, que hoje estará prevista para 42 mil pessoas, reduzimos a capacidade de estacionamento também, em torno de 3.300 veículos, e retiramos o centro de convenções, mas o espaço estará lá. Se, futuramente, for interesse do Atlético construir o centro, haverá espaço. Não redimensionamos em termos de implantação. Está tudo guardadinho. Estamos fazendo algo bem mais coerente e, obviamente, que seja mais viável para termos nossa casa própria", revelou Farkasvölgyi.

 A audiência pública está marcada também para o bairro Califórnia, na Avenida Um, nº 377, às 19h30, no dia 24 deste mês.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos