Oswaldo faz elogios a Rildo e explica treinamentos longos no Corinthians

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O treinador Oswaldo de Oliveira voltou a falar após uma semana de trabalhos no Corinthians, que se completará na atividade de sábado pela manhã. Antes disso, nesta sexta, ele falou sobre a preparação para enfrentar o Figueirense, possivelmente com Rildo como titular, e também comentou quanto aos treinamentos realizados por ele. Alguns jogadores fizeram críticas à metodologia

"O Rildo eu já conheci assim. É um jogador muito decisivo, participativo. Mesmo de fora, para o Rildo vir para cá, fui consultado, porque tinha trabalhado com ele. Eu o indiquei ao Santos, que contratou. Eu gosto, mas ele teve problema de contusão e não conseguiu se firmar. Agora pode vir a se firmar", explicou Oswaldo, que fez elogios na sequência e também citou Camacho. 

"Rildo treinou bem, do ponto de vista técnico. Mas, no tático, foi Camacho o destaque. Desde compor defensivamente e até chegar na área. Ontem ele fez um gol e hoje conseguiu repetir. (...) O Camacho, até pela origem dele, não é um jogador com a característica forte de marcação, mas enxerga o jogo de trás também. Ele pode fazer uma boa dupla com Willians (...), vamos ter que organizar para dar mais consistência à equipe", disse o treinador. 

Depois disso, Oswaldo comentou sobre as atividades. "Hoje não fizemos treinos de duas horas. Hoje foram 67 minutos desde o aquecimento. Se você observar bem, todo o meu treinamento é fracionado e sempre exige objetivos diferentes. Costumo começar com o campo reduzido, com 12 jogadores participando, e o objetivo é passar e retomar a posse de bola em um espaço curto", disse. 
 
"Todo o treinamento é acompanhado pela monitoração que o jogador leva (GPS) e o Fedato, nosso fisiologista, acompanha o desempenho ali fora. Fazíamos isso no Flamengo, no Sport, no Palmeiras, já a partir do santos, porque a tecnologia chegou. A gente acompanha o esforço e, dentro das possibilidades, estou sempre consultando a preparação física e o fisiologista para controlar", acrescentou. 
 
"A gente sabe a distância percorrida, sabe o número de sprints, de ações de alta intensidade. Sabemos o tempo do jogador em atividade. Um outro treino tem tempos de dois minutos de ação com dois minutos de descanso. Eles não fazem ações de alta intensidade. Estou me alongando porque a questão tem sido um pouco falada. Essa é a minha maneira de treinar e, embora converse todo dia com todos eles e com o Carille (auxiliar), para não alterar tanto, a dosagem estamos respeitando muito. Procuro não passar disso porque fico monitorando", justificou Oswaldo. 
 
Confira mais declarações de Oswaldo:

CÁSSIO OU WALTER?
Não é uma situação definitiva. Às vezes alguém permanece porque tem mais experiência, mais lastro, porque tem mais vivência. Em determinado momento não é assim que funciona. São dois grandes goleiros. Walter se machucou, jogou Cássio, então quem eu julgar em melhores condições vai jogar o próximo jogo. Eu não tenho preocupação em determinar o titular.

CONTRATAÇÃO DO PRESIDENTE?
Não tenho relação tão próxima com o Roberto de Andrade. Agora estou, encontro duas, três vezes por semana, mas antes eu não tinha nem o telefone do Roberto. Uma pessoa próxima é aquela que você deseja Feliz Natal e Ano Novo, telefona... Ele não me contratou porque sou amigo dele.

ÚLTIMOS TRABALHOS
Quando fazem pesquisa para dizer que meus últimos trabalhos não foram bons, os títulos, o tempo no cargo, tudo deveria ser levado em consideração. Eu não sei fazer milagre em 30 dias. Agora, se me der tempo para trabalhar, pode ter certeza de que vai acontecer.

CLIMA RUIM?
A mim, nada incomoda. Estou aqui para trabalhar, não para fazer milagre. Essa situação de tirar leite da pedra não existe, não que aqui tenha pedra... Minha interferência é diretamente proporcional às condições de trabalho que tenho. Não posso considerar um peso. Tenho de encarar tudo com normalidade.

CONTEXTO DE 2016
Esses dias eu pensei um pouquinho aqui. A história do Corinthians neste ano. Mudou uma série de jogadores, situações que têm interferido. Cheguei no meio do tiroteio. Quem chega, como cheguei, vem com outra história, outro ânimo, mas o pessoal que está aqui está numa continuidade. Vamos fazer jogos cada vez melhores.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos