Romildo Bolzan Júnior é reeleito presidente do Grêmio com 85% dos votos

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Romildo Bolzan Júnior (D) venceu Raul Mendes (E) na eleição presidencial do Grêmio

    Romildo Bolzan Júnior (D) venceu Raul Mendes (E) na eleição presidencial do Grêmio

Romildo Bolzan Júnior foi reeleito. Neste sábado (12), 5.605 dos 6.602 gremistas que votaram na eleição presidencial do clube escolheram a Chapa 1 e mantiveram o mandatário no posto mais alto do clube. 

A votação de 5.605 correspondeu a  85,3% do total dos votos. Raul Mendes da Rocha, da Chapa 2, teve 963 votos, que totalizou 14,7%. Outros 34 votos foram brancos ou nulos. 
 
A participação de 6.602 gremistas foi inferior à metade dos mais de 38 mil aptos a participarem do pleito. No total, apenas 17,3% dos aptos votaram na eleição. Do total de sócios, o número corresponde a 8,8%. 
 
Pela internet foram votos de 24 países, sendo 34 votantes dos Estados Unidos, Uruguai, Argentina, Inglaterra, Itália, entre outros. Foram também 329 municípios, dando ideia da dimensão dos votantes. 
 
Junto a Romildo Bolzan Júnior foram eleitos seus vice-presidentes que formam o Conselho de Administração do clube. São eles: Duda Kroeff, Adalberto Preis, Sergei Costa, Paulo Luz, Claudio Oderich e Marcos Herrmann. 
 
De pronto, o novo presidente deixou claro a intenção de renovar contrato com o técnico Renato Gaúcho e também afirmou que irá manter a política de controle de gastos para ter um time ainda mais forte nos próximos anos. 
 
Bolzan, se completar seu novo mandato, comandará o clube por cinco anos seguidos. A eleição deste sábado o garantiu 2017, 2018 e 2019. Depois de tal período não poderá tentar reeleição. 
 

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos