Paulinho vence desconfiança do futebol chinês e iguala Falcão na seleção

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Belo Horizonte

O fato de atuar em centros menos desenvolvidos do futebol já não assusta mais alguns jogadores da seleção brasileira. Após Renato Augusto consolidar seu espaço no time, outro meia que joga na China também vem marcando sua vaga na equipe de Tite. Velho conhecido do treinador, Paulinho superou as desconfianças e críticas pela sua escalação e ratificou seu prestígio após o duelo com a Argentina na última quinta-feira (10), quando marcou um dos gols da vitória por 3 a 0.

Antes questionado por uma possível falta de ritmo de jogo nos primeiros jogos e criticado por cartões amarelos que o deixaram de fora do jogo contra a Bolívia, em Natal, Paulinho foi apontado por alguns companheiros como o melhor em campo no clássico do Mineirão.

Além de ajudar a anular Lionel Messi, Paulinho fez o terceiro gol do time e chegou aos seis com a camisa amarelinha, igualando nomes de peso como Falcão e alcançando o posto de volante com maior número de gols marcados pela seleção – Dunga, Alemão, César Sampaio e Emerson também realizara seis gols, porém em mais jogos disputados.

"É um momento especial, maravilhoso. Muito feliz mesmo pelo gol após as oportunidades que eu voltei a ter na seleção. Creio que encontramos o caminho certo", disse Paulinho, avaliando ainda as boas participações no ataque e na defesa do último jogo.

"Tem que estar esperto nas subidas ao ataque, às vezes a bola sobra. Sempre procuro observar isso. E foi bom poder ajudar nas duas situações. Ajudei ali na marcação e fomos bem. Creio que já entendemos o que o Tite pede, fica mais fácil de executar", completou o meia.

Provável capitão

A boa fase de Paulinho pode ganhar um ingrediente especial na próxima terça-feira (15). Apontado por Tite com um dos "diferentes tipos de líderes que o time tem", o volante é um dos favoritos a assumir a braçadeira no rodízio de capitães que o treinador tem feito. Nos outros cinco jogos, Daniel Alves, Miranda, Renato Augusto e Filipe Luís tiveram tal responsabilidade.

Com 24 pontos e na liderança das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo 2018, o Brasil encara o Peru, em Lima, pela 12ª rodada. Na conta da comissão técnica, a equipe pode ficar praticamente garantida no Mundial com mais duas vitórias. A equipe ainda encara Uruguai, Paraguai, Equador, Colômbia, Bolívia e Chile em 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos