CR7 perde outro pênalti, mas se redime com golaço em vitória de Portugal

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Pedro Nunes

    O craque português converteu a primeira cobrança de pênalti, mas perdeu a segunda

    O craque português converteu a primeira cobrança de pênalti, mas perdeu a segunda

Os atuais campeões europeus seguem em busca de uma vaga na Copa do Mundo de 2018. Neste domingo, Portugal venceu a Letônia por 4 a 1, em Algarve, com dois gols de Cristiano Ronaldo (um de pênalti, minutos antes de desperdiçar outra cobrança, e um golaço de voleio), um de William Carvalho e outro de Bruno Alves, mantendo viva a campanha no Grupo B das Eliminatórias Europeias. Zjuzins marcou para os letões.

Em suas últimas cinco cobranças, Cristiano Ronaldo desperdiçou três: a primeira por Portugal no dia 18 de junho, no 0 a 0 com a Áustria; uma perdida e outra convertida na goleada do Real Madrid por 4 a 1 sobre o Alavés no dia 29 de outubro; e as duas deste domingo. Aproveitamento irregular no segundo semestre de 2016 para um artilheiro versátil, mas especialista nas bolas paradas. Para além das penalidades e do golaço do craque, o resultado desta tarde deixa os portugueses na segunda colocação da chave com nove pontos, três a menos que a líder Suíça. Vale destacar que a primeira posição é a única que garante passagem direta para o Mundial – o segundo lugar leva à repescagem.

Enfraquecida diante dos adversários, que se equilibram no Grupo B, a Letônia vê o sonho distante para 2018: a seleção somou apenas três pontos em quatro partidas, superando apenas a equipe de Andorra que não pontuou. Matematicamente, ainda há possibilidade, já que restam seis rodadas até o fim das Eliminatórias em outubro de 2017. Agora, Portugal volta a campo apenas no dia 25 de março do ano que vem, quando recebe a Hungria; no mesmo dia, os letões visitam a Suíça.

Penaldo?

Cristiano Ronaldo até procurou outros caminhos até a meta da Letônia, como a bomba no meio do gol aos 17 minutos, mas foi de pênalti que o camisa 7 abriu o placar. Após a infração de Freimanis sobre Nani aos 27 minutos do primeiro tempo, o craque converteu a cobrança no canto direito do goleiro Vanins, que só havia sofrido um gol nos últimos 395 minutos disputados fora de casa. O letão ainda chegou a encostar na bola, mas não teve força para segurar a conclusão. Prato cheio para os críticos de Cristiano "Penaldo", que o acusam de sustentar seus gols apenas nas cobranças de pênalti.

REUTERS/Pedro Nunes

Nem tanto...

O português poderia ter fortalecido ainda mais a imagem de cobrador de pênaltis aos 13 minutos do segundo tempo, quando André Gomes sofreu falta dentro da área e o árbitro Bobby Madden marcou a penalidade. Cristiano Ronaldo, no entanto, finalizou na trave e perdeu a chance de ampliar o placar.

A resposta do craque

O placar final foi ainda mais elástico graças à versatilidade de Cristiano Ronaldo: aos 39 minutos do segundo tempo, no apagar das luzes, o camisa 7 aproveitou passe de Quaresma - substituto de Nani - e emendou um bonito voleio para o gol. Que estilo para confirmar o protagonismo! Para fechar a conta, Bruno Alves aproveitou cruzamento de Raphael Guerreiro para tocar de cabeça para o fundo da rede.

Mais respeito!

Engana-se quem pensa que a Letônia não deu trabalho. É certo que a primeira chance de gol foi de Portugal com finalização de João Mário, mas a seleção visitante chegou com perigo dois minutos depois, aos oito do primeiro tempo, quando Tarasovs subiu de cabeça e exigiu boa defesa à queima-roupa de Rui Patrício. Não foi à toa que os letões chegaram a empatar a partida com Zjuzins, que havia acabado de entrar no lugar do titular Ikaunieks, aos 22 da etapa complementar.

Depois da Euro...

Portugal fez boas campanhas nas últimas edições da Eurocopa: chegou às semifinais em 2000 e 2012, ficou com o vice em 2004 e conquistou o tão sonhado primeiro título em 2016, na França – a exceção foi 2008, quando caiu ainda nas quartas diante da mesma Alemanha que lhe venceu na disputa do terceiro lugar na Copa do Mundo de 2006. Sob a liderança de Cristiano Ronaldo, a seleção quer construir seu caminho até a Copa de 2018, que será disputada na Rússia. Depois de conquistar o continente, dá para sonhar com o primeiro título mundial?

AFP PHOTO/FRANCISCO LEONG

Mas já?

O primeiro minuto de jogo ainda não havia transcorrido por completo quando Cristiano Ronaldo tentou um passe de calcanhar e foi visado por Gints Freimanis, que lhe aplicou um carrinho por trás. Silencioso, o camisa 7 olhou bravo para o árbitro Bobby Madden, mas o escocês não deu cartão para o letão.

FICHA TÉCNICA
PORTUGAL 4 X 1 LETÔNIA

Data e hora: 13 de novembro de 2016, às 17h45 (horário de Brasília)
Local: Estádio Algarve, em Loulé/Faro (Portugal)
Árbitro: Bobby Madden (Escócia)
Auxiliares: Stuart Stevenson e David McGeachie (ambos da Escócia)
Cartões amarelos: André Gomes (Portugal); Klebs Kluskins, Maksimenko, Kaspars Gorkss (Letônia)
Gols: Cristiano Ronaldo, aos 27 minutos do primeiro tempo e aos 39 do segundo, William Carvalho, aos 24 do segundo, e Bruno Alves, aos 46 (Portugal); Zjuzins, aos 22 do segundo tempo (Letônia)

PORTUGAL: Rui Patrício; João Cancelo, José Fonte, Bruno Alves e Raphael Guerreiro; William Carvalho, João Mário (Gelson), André Gomes (Renato Sanches), Nani (Quaresma) e Cristiano Ronaldo; André Silva
Técnico: Fernando Santos

LETÔNIA: Andris Vanins; Gints Freimanis, Jagodinskis, Kaspars Gorkss e Maksimenko; Igors Tarasovs, Laizans, Vladislavs Gabovs e Klebs Kluskins (Visnakovs); Artjoms Rudnevs ( GuGutkovski) e Ikaunieks (Zjuzins)
Técnico: Marians Pahars

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos