Em revanche, Alemanha suporta pressão da Itália e garante empate em Milão

Do UOL, em São Paulo

A Itália não conseguiu dar o troco na Alemanha. Mais de quatro meses depois de ser eliminada nas quartas de final da Eurocopa, os italianos empataram sem gols no estádio San Siro, em Milão, em amistoso disputado nesta terça-feira.

Atuando em casa, a seleção da Itália esteve mais perto da vitória contra um time alemão praticamente reserva. Apoiado pelos torcedores, que compareceram em bom número nas arquibancadas, os italianos chegaram a acertar a trave no fim do segundo tempo, mas não conseguiram vencer.

O jogo

Goretzka recebeu de Gündogan e viu Buffon sair do gol e afastar a bola com os pés. A resposta da Itália veio no minuto seguinte, com Rugani, que arriscou de longe e obrigou Leno a espalmar.

Em ritmo lento, as duas equipes tiveram chances nos minutos seguintes. Primeira, Immobile recebeu na área e bateu para fora depois de o goleiro alemão fechar o ângulo. Na sequência, Gündogan perdeu duas oportunidades na área, com boas intervenções de Buffon.
 
No segundo tempo, a Itália voltou com mais intensidade. Aos dez minutos, os italianos pediram pênalti depois que Belotti caiu na área em dividida com o zagueiro Tah. Os alemães, por sua vez, chegaram a balanças a rede, mas viram o lance ser anulado por impedimento. 
 
As melhores chances da partida foram da Itália. Logo depois de entrar em campo, Bernardeschi recebeu a bola na área e, livre da marcação, bateu fraco. O goleiro Leno caiu e fez a defesa sem grandes dificuldades. A nove minutos do fim, Belotti finalizou cruzado e acertou a trave alemã.
 
Revanche
 
As duas seleções voltaram a se enfrentar depois do duelo na Eurocopa. Na ocasião, os alemães conseguiram eliminar a Itália nos pênaltis. O resultado encerrou um tabu histórico do confronto. Em 93 anos, os alemães jamais haviam eliminado os italianos em competições oficiais. Em março deste ano, a Alemanha ainda venceu um amistoso contra a Itália por 4 a 1.
 
Buffon eterno
 
Alessandro Garofalo/Reuters
 
O goleiro italiano de 38 anos entrou em campo pela 167ª vez com a camisa da seleção italiana. Com a marca, o jogador se juntou a Casillas, que defendeu a Espanha pelo mesmo número de jogos. Os dois são os arqueiros recordistas de partidas por times nacionais. No intervalo, o veterano deu lugar a Donnarumma, arqueiro do Milan de 17 anos.
 
Árbitros de vídeo testados
 
A Fifa, em parceria com a Uefa, realizou nesta tarçe-feira outro teste oficial com os chamados árbitros assistentes de vídeo (VAR).Os assistentes do árbitro português Artur Soares Dias acompanharão a partida de um escritório no estádio e poderão compartilhar opiniões com o juiz caso ocorram situações de difícil interpretação. Nenhum lance foi analisado.
 
Alemanha desfigurada
 
Giuseppe Cacace/AFP Photo
 
A seleção de Joachim Löw entrou em campo com um time completamente diferente do que venceu San Marino por 8 a 0 na última sexta-feira. Dos jogadores que entraram em campo como titulares, apenas três voltaram a iniciar um jogo entre os 11: o zagueiro Hummels, o meia Gündogan e o atacante Thomas Müller, que foi muito vaiado pelos torcedores por causa das declarações contra a seleção de San Marino.
 
Balotelli na arquibancada
 
Marco Bertorello/AFP
 
Longe da seleção italiana há mais de dois anos, Balotelli marcou presença no estádio San Siro. O atacante do Nice entrou em campo pela última vez pela equipe nacional em junho 
de 2014, quando o time foi eliminado ainda na primeira fase da Copa do Mundo no Brasil. O atleta de 26 anos, depois, vestiu as camisas de Milan e Liverpool, além do Nice.
 
Agora só em 2017
 
As duas seleções voltarão a campo somente em março de 2017, na próxima data Fifa. A Alemanha, que lidera as eliminatórias com 100% de aproveitamento em quatro jogos, enfrentará o Azerbaijão no dia 26. Antes, o time tem um amistoso com a Inglaterra no dia 22.
 
Já os italianos, que dividem a ponta do seu grupo nas eliminatórias com a Espanha, medirão forças com a Albânia no dia 24. Quatro dias depois, a equipe tem um duelo amistoso com a Holanda.
 
FICHA TÉCNICA
 
ITÁLIA 0 X 0 ALEMANHA
 
Data: 15 de novembro de 2016, terça-feira
Local: Estádio San Siro, em Milão (Itália)
Árbitro: Artur Soares Dias 
Cartões amarelos: Tah (Alemanha)
 
ITÁLIA: Buffon (Donnarumma); Rugani, Bonucci e Romagnoli (Astori); Zappacosta, De Rossi, Parolo, Darmian; Immobile (Zaza), Eder (Bernardeschi) e Belotti (Sansone). Técnico: Giampiero Ventura
 
ALEMANHA: Leno, Höwedes, Mustafi e Hummels (Tah); Rudy, Weigl (Götze), Goretzka, Kimmich, Gündogan (Gnabry) e Gerhardt; Müller. Técnico: Joachim Löw
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos