Menor corintiano preso no Maracanã é solto pela Justiça

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O menor que foi preso junto com os outros 30 corintianos no Maracanã, dia 23 de outubro, em partida do clube paulista com o Flamengo, foi solto na noite desta quarta-feira (16) pela juíza titular da Vara da Infância e da Juventude, Vanessa de Oliveira Cavalieri Félix.

Através de provas testemunhais e documentais, os advogados de defesa Helion Moura, Marcus Vinícius Farias e Gutemberg Souza conseguiram inocentar o jovem, fazendo com que a autoridade interpretasse que ele estava fora do estádio no momento em que os corintianos entraram em confronto com policiais do GEPE (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios).

O menor de 17 anos encontrava-se num internato na Ilha do Governador (RJ) e já voltou para São Paulo.

Os outros 30 detidos, todos maiores de idade, continuam presos no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, a espera de julgamento. Diversos habeas corpus já foram negados.

Com o grupo se juntaram mais dez corintianos que foram detidos por ameaças virtuais à juíza Marcela Caram, que havia decretado a prisão preventiva dos torcedores.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos