"Ananias Parque" ganhou chuva de memes e viu falta de respeito do Palmeiras

Marcello De Vico e Vanderlei Lima

Do UOL, em Santos e São Paulo

Ananias marca o primeiro gol do Allianz Parque

19 de novembro de 2014. A data ficaria marcada (negativamente) na história do Palmeiras, que fez nesta noite o seu primeiro jogo no Allianz Parque. Faltou combinar com o Sport, que não se importou com a festa alviverde e venceu o duelo, válido pelo Campeonato Brasileiro, por 2 a 0. Ananias, responsável por balançar as redes do estádio pela primeira vez, entrou para a história e, até hoje, classifica o gol como o mais importante da carreira. Isso rendeu uma chuva de memes envolvendo seu nome (leia mais abaixo) e o apelido provocativo ao estádio de "Ananias Parque".

Hoje na Chapecoense, Ananias fez no início de novembro um gol histórico para sua equipe, no empate por 1 a 1 contra o San Lorenzo, na Argentina, pelas semifinais da Copa Sul-Americana. O tento deixou o time de Chapecó mais perto do que pode significar a primeira decisão de torneio internacional de sua história. Ainda assim, o atacante de 27 anos aponta o gol da estreia do Allianz Parque como o mais significativo de sua trajetória no futebol.

"Eu fiz agora um gol importante na Sul-americana pela Chapecoense, contra o San Lorenzo... É um torneio internacional na semifinal, foi um gol histórico, mas este contra o Palmeiras até hoje me marcou muito, até hoje todos os torcedores que me encontram falam desse gol, torcedor do Sport, os próprios torcedores do Palmeiras por eu ter jogado lá, mesmo jogando pela Chapecoense... Eu sou muito lembrado por este gol, então foi o gol mais importante da minha carreira", afirma o jogador em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

"Esse gol foi importante demais para mim. Foi muito importante para mim ter feito o primeiro gol numa grande Arena, contra um clube imenso, com a torcida imensa e muita repercussão. Eu nunca recebi tanta ligação na minha vida, foi o dia em que eu recebi mais ligações, mensagens, memes da internet, foi muito legal", acrescenta Ananias, que teve uma passagem pelo Palmeiras em 2013.

Faltou respeito do Palmeiras?

De acordo com o atacante, uma das coisas que motivaram o Sport naquela partida foi a festa que o Palmeiras havia preparado para o confronto, até por se tratar da inauguração do Allianz. Para Ananias, o time alviverde entrou de salto alto e não respeitou a equipe pernambucana.

ALAN MORICI/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO
"Ninguém esperava que a gente ia ganhar o jogo. Eles tinham preparado tudo para ser uma grande festa para o Palmeiras, um jogo contra o Sport que teoricamente, o pensamento deles, é de um time mais fraco, então a chance maior era de ganhar na inauguração do estádio e estava tudo preparado para ser uma festa. Então a gente viu tudo isso até como uma falta de respeito: 'ah, vamos fazer a festa, o jogo é contra o Sport e a gente tem quase a certeza que vamos ganhar e a torcida vai ficar feliz', então isso nos motivou muito com isso", disse.

"Ganhar do Palmeiras na inauguração do estádio deles... Então eu fiz o primeiro gol e ganhamos deles, que era o mais importante. Foi uma alegria muito grande. Por causa da festa, talvez, faltou um pouco de concentração para o Palmeiras e acabaram não se importando com a gente, e nós chegamos lá e conseguimos vencer", acrescenta.

Chuva de memes

Com o gol, o primeiro da história do Allianz Parque, Ananias acabou 'homenageado' por diversos amigos e internautas que o enviaram os mais variados memes sobre o episódio. Mas nenhum deles agradou tanto o jogador como o 'Ananias Parque'.

"Ah, hoje em dia você sabe como é a internet, não tem jeito. Tudo o que acontece, tanto de bom como de ruim, bomba, e na época foram muitos memes. Eu recebia muitos, os meus amigos mandavam pra mim e o meu celular ficou congestionado de tantos memes. O que mais eu recebi e que marcou muito foi o Ananias Parque [risos]. A quantidade desse Ananias Parque me marcou, foi um monte que eu recebi", recorda Ananias.

Alguém já sabia...

Ananias lembra que saiu do banco de reservas para entrar no segundo tempo e abrir o placar para o Sport. Recorda também que algum companheiro acabou prevendo o que aconteceria antes mesmo dele substituir Joelinton.

"Eu não lembro exatamente quem foi... Eu estava no banco também e alguém falou para mim: 'se você entrar, você vai fazer o primeiro gol da Arena', e eu entrei no segundo tempo e acabei fazendo o gol. O Eduardo Batista [técnico] me chamou e eu entrei, estava 0 a 0", lembra.

"Eu lembro que eu estava muito motivado por ter jogado no Palmeiras e pela inauguração do estádio, eu estava louco pra entrar, e quando o Eduardo Batista me chamou, nossa... Eu pensei: 'vou ter que dar tudo de mim porque é um dia especial', e claro, como atacante, eu sempre entro com o intuito de fazer o gol, e foi o que aconteceu", completa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos